Fiscalização

Agepar verifica melhorias nas condições dos terminais e do ferry boat de Guaratuba

O relatório elaborado pela equipe técnica indica que a operadora Internacional Marítima está cumprindo requisitos estabelecidos em contrato e também no Regulamento da Travessia da Baía de Guaratuba.

Agepar verifica melhorias nas condições dos terminais e do ferry boat de Guaratuba
Foto: Agepar
Publicado em 31/07/2023 às 14:30

Como parte do trabalho permanente da Coordenadoria de Fiscalização, uma equipe da Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Paraná (Agepar) esteve em Guaratuba, no Litoral, na última semana, para vistoriar as condições dos terminais e das embarcações do ferry boat.

Após conferir a situação dos atracadouros, coletes salva-vidas, sanitários e outros itens, a equipe da Agepar verificou melhorias na prestação do serviço.

O relatório elaborado pela equipe técnica indica que a operadora Internacional Marítima está cumprindo requisitos estabelecidos em contrato e também no Regulamento da Travessia da Baía de Guaratuba, concluindo que “houve melhorias nas condições de conservação de todos os equipamentos e prédios, e também na operação como um todo, considerando as condições gerais da travessia anteriores à permissão”.

A Internacional Marítima assumiu o ferry boat depois do rompimento do contrato do DER-PR com a BR Travessias, empresa que havia vencido a licitação para prestar o serviço por 10 anos, mas que não cumpriu as condições estabelecidas em contrato, no início de 2022. 

A vistoria foi feita pelo especialista em Regulação, Helmuth Germano Venske Neto; e pelo auxiliar de Regulação, Julio Cesar Milarch Woroski, servidores da Diretoria de Fiscalização e Qualidade dos Serviços.


NOVO CONTRATO – O Governo do Estado, por meio do Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), autarquia da Secretaria de Infraestrutura e Logística (SEIL), publicou em Diário Oficial na semana passado o extrato da nova contratação com a Internacional Marítima Ltda., que atualmente opera em caráter emergencial. O contrato deve entrar em vigor no dia 10 de agosto, garantindo uma transição tranquila entre contratações sem qualquer dificuldade para os usuários.

O investimento será de R$ 131.792.989,44, com prazo de execução de 25 meses, garantindo a travessia durante o período de obras da nova Ponte de Guaratuba.