dedicação

Aluno da rede estadual do município de Roncador ganha bolsa integral de medicina

Um dos fatores atribuídos pelo jovem como determinantes para a conquista do resultado foi a grade curricular da rede estadual de ensino, que possibilitou contato com as disciplinas de maior exigência nos vestibulares. Luiz Gustavo Krupcyak Istschuk se formou no Colégio Estadual General Carneiro.

Aluno da rede estadual do município de Roncador ganha bolsa integral de medicina
Aluno da rede estadual do município de Roncador ganha bolsa integral de medicina. Na foto, Luiz Gustavo Krupcyak Istschuk ganhou uma bolsa integral para cursar medicina
Foto: Luiz Gustavo Krupcyak Istschuk /Arquivo pessoal
Publicado em 14/07/2023 às 12:45

Há dois anos, Luiz Gustavo Krupcyak Istschuk concluía o ensino médio pela rede estadual de ensino e até então não tinha muitas perspectivas em relação à escolha da carreira. O jovem, que é morador do município de Roncador, na região central do Estado, considerava o próprio desempenho nos estudos apenas “mediano”. Mas ele não imaginava que uma dose de esforço e dedicação aos estudos o levaria, apenas dois anos depois, a uma das universidades da região com bolsa integral.

Tudo começou com uma frustração na nota do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem) daquele ano. Luiz Gustavo decidiu mudar a forma de encarar a rotina de estudos, se engajou em uma verdadeira maratona de estudos, inclusive com Terceirão, e conseguiu entrar no curso de medicina. “Eu estudava e até alcançava notas razoáveis. Mas, para mim, não era suficiente. Para passar no curso que eu queria, que era medicina, eu sabia que precisava me dedicar mais. Valeu a pena”, conta.

A rotina foi puxada, com estudos diários de sete a oito horas, intercalados com atividade física. Para se organizar, ele se baseou no conteúdo programático de alguns vestibulares para criar um cronograma próprio de estudos. Além disso, Luiz Gustavo também mudou o Terceirão para o turno da noite, com o objetivo de aproveitar o tempo de estudo na parte do dia.

O resultado dos esforços veio justamente no Enem seguinte. “Minha pontuação saltou de 620 para 740 na segunda tentativa. Com isso atingi a nota necessária para a bolsa integral”, celebra.

Nascido em Roncador, Luiz Gustavo vive com a mãe e o irmão mais novo. O jovem conquistou a vaga ao lado de outros 14 selecionados pelo Centro Universitário Integrado de Campo Mourão para cursar, gratuitamente, a graduação que sempre sonhou. “Desde 2015, quando minha avó ficou doente, entendi que queria ser médico, porque achei que a medicina precisava ser realizada de forma mais humanizada. É este médico mais humano e empático que eu quero me tornar”, indica.

Quando recebeu a notícia da conquista da bolsa, Luiz Gustavo não conteve a emoção. “Foi uma sensação inexplicável, porque foi realmente uma virada de chave na minha vida. Eu não estava esperando. Foi um  alívio, depois de todo o estresse que tinha sido estudar para o vestibular, correndo o risco de não conseguir entrar na universidade”, reflete.

Um dos fatores atribuídos pelo jovem como determinantes para a conquista do resultado foi a grade curricular da rede estadual de ensino, que possibilitou contato com as disciplinas de maior exigência nos vestibulares.

“É motivo de orgulho para o nosso colégio ter registrada a passagem de alunos como o Luiz Gustavo. Ele é merecedor dessa conquista porque se destacou pelo seu desempenho e esforço durante o ensino médio. Assíduo frequentador de nossa biblioteca, ele sempre emprestava livros para que pudesse estudar além do período de aulas”, lembra Lorentina Lopes Barroso, a diretora do Colégio Estadual General Carneiro, que atende 620 alunos e oferta ensino fundamental e médio, além do curso técnico em administração. 

Para a mãe de Luiz Gustavo, Inês Krupcyak Istchuk, a dedicação do filho é motivo de orgulho. “Estou muito feliz, porque assisti de perto o quanto ele se esforçou  para alcançar  esse objetivo. Sempre apostei que  ia conseguir”, revela.

Agora universitário, Luiz Gustavo diz que pretende levar o curso com a mesma seriedade e arrisca afirmar que sente certa inclinação para a área da cardiologia. “Acredito que com força de vontade, disciplina e dedicação, tudo é possível. Nunca desisti, independentemente das adversidades que encontrei pelo caminho. Se eu consegui, outros também conseguem”, finaliza.