Paranaenses reconhecidos mundialmente

Assembleia abre espaço para destacar o trabalho de resgate e valorização das bandas paranaenses de heavy metal

Documentário ‘Curitiba in Peso’, que conta a história do Metal curitibano, será destaque no Legislativo Estadual na próxima segunda-feira, 26.

Assembleia abre espaço para destacar o trabalho de resgate e valorização das bandas paranaenses de heavy metal
A iniciativa partiu do deputado estadual Requião Filho (PT), que recebeu uma cópia do filme, recentemente, das mãos do empresário Newton Júnior, o Juninho da Lets Rock, e o músico, compositor e escritor Ottavio Lourenço. - Fotos: Divulgação
Publicado em 22/06/2023 às 14:50

Um grande expediente dedicado a uma pauta cultural, pouco convencional. Estamos falando do heavy metal, um gênero musical que compreende grandes expoentes no Paraná, cantores e bandas reconhecidas em todo o mundo, com fã-clubes na Europa, Estados Unidos, México, e sequer muitas vezes são reverenciados aqui, dentro do próprio Estado. Assim deve ser a abertura dos trabalhos na Assembleia Legislativa do Paraná na próxima segunda-feira, 26 de junho, às 14h30, com uma apresentação dos idealizadores do documentário “Curitiba in Peso”, lançado em abril deste ano, que resgata a história do heavy metal na capital paranaense.

A iniciativa partiu do deputado estadual Requião Filho (PT), que recebeu uma cópia do filme, recentemente, das mãos do empresário Newton Júnior, o Juninho da Lets Rock, e o músico, compositor e escritor Ottavio Lourenço.

“É um trabalho de grande relevância cultural e que demonstra a caminhada de algumas das maiores vozes e bandas de heavy metal mundial, que nasceram aqui no nosso Estado. É um filme de registro histórico, apresentado no cinema. Um resgate muito importante da jornada artística destes artistas, desde os pioneiros do metal pesado até a atual geração de produtores e incentivadores desse estilo musical e suas ramificações”, destacou Requião Filho.

O parlamentar lembra que no final dos anos 1970, Curitiba vivenciou o surgimento de um cenário musical independente, contestador, polêmico, mas que sempre dialogou com o mundo. Um movimento que projetou Curitiba para o universo, sem pedir nada em troca, representado por pessoas com uma paixão incondicional por esta vertente da música, que ousou em novas sonoridades, novas vertentes, ampliou as possibilidades de expressão da juventude, quebrou paradigmas e deu voz a letras e poesias contestadoras.

No entanto, em muitas situações, foi colocada à margem na história da música nacional e da música local. O documentário Curitiba in Peso conta a nostálgica história do Metal em Curitiba, com participação de integrantes de bandas, produtores, fãs, movimentadores culturais e jornalistas, trazendo os fatos pelos mais diferentes prismas. O filme, com mais de três horas de duração, reúne dezenas de personagens importantes desse cenário musical, resgatando histórias dos primórdios do estilo, dos anos 1980, passando pelas décadas seguintes e traçando um amplo panorama do Metal na capital paranaense.

“O documentário demonstra a caminhada de algumas das vozes mais relevantes na construção de um cenário para a “música pesada”, desde os pioneiros Metal Pesado até a atual geração encabeçada por novos produtores e bandas. Este documento histórico de inestimável valor para a cultura paranaense”, afirmam Ottavio e Juninho.

Dia Estadual do Heavy Metal

Em 2019, esta Casa de Leis, aprovou um Projeto de autoria do deputado Douglas Fabrício, que estabeleceu a data de 08 de junho como o “Dia Estadual do Heavy Metal”, em homenagem ao cantor, compositor, pianista e maestro brasileiro, André Matos, que faleceu no dia 08 de junho de 2019. Ele formou bandas como Viper, Angra e Shaman, com grande sucesso no exterior. A proposta, na época, foi apresentada devido ao reconhecimento do estado do Paraná ao músico brasileiro que teve carreira artística vitoriosa no Japão, Estados Unidos e países da Europa, com milhões de discos vendidos e inúmeros shows realizados.