Competiu no Convencional

Atleta com deficiência é campeã no wrestling convencional nos Jogos Escolares

Eduarda Goes Guardiano, a Duda, de 12 anos, foi campeã dos Jogos Escolares do Paraná (JEPs) na modalidade wrestling - categoria feminino até 39 kg. Ela, que nasceu sem a perna esquerda, venceu na categoria convencional da luta que requer técnica muito equilíbrio.

Atleta com deficiência é campeã no wrestling convencional nos Jogos Escolares
A atleta Eduarda Goes Guardiano, a Duda, de 12 anos, foi campeã dos Jogos Escolares do Paraná (JEPs), na modalidade Wrestling - categoria feminino até 39 kg, no último final de semana, em Maringá. Foto: SEES
Publicado em 18/07/2023 às 10:00

A atleta Eduarda Goes Guardiano, a Duda, de 12 anos, foi campeã dos Jogos Escolares do Paraná (JEPs), na modalidade wrestling – categoria feminino até 39 kg, no último final de semana (15 e 16), em Maringá. A notícia não seria tão surpreendente se ela não fosse uma pessoa com deficiência competindo na categoria convencional. Mas Duda mostrou que superação é uma palavra que faz parte de seu vocabulário desde muito cedo.

Wrestling é o nome dado à modalidade de luta olímpica, disputada em duas variações, livre e greco-romana – é considerado um dos esportes competitivos mais antigos do mundo junto com o atletismo. Na modalidade, os competidores se seguram pelos ombros com o objetivo de jogar o oponente no chão, o que exige muita técnica, força e equilíbrio.

Duda nasceu sem a perna esquerda, mas isso não a impediu de iniciar a prática esportiva do jiu-jitsu, competindo tanto no convencional quanto no parajiujitsu. Este ano, ingressou na competição de wrestling, após completar 12 anos, idade mínima para participar da modalidade no Paraná.

Com a conquista, a atleta, que levantou o público presente em Maringá, vai representar Paraná na etapa nacional dos Jogos da Juventude, em Ribeirão Preto (SP), em setembro. “Eu estava ansiosa, não esperava ganhar, treinei poucas semanas, mais ou menos um mês. Eu não achei que ia ganhar, mas dei um show! Fiquei impressionada comigo mesma e com o jeito que eu lutei”, afirmou a campeã.

“A Duda é nossa atleta aqui de São José dos Pinhais, do Colégio Estadual Ipê. Ela começou treinando na prefeitura e, ao atingir a idade para os JEPS, veio participar do wrestling. E já se deu bem na primeira edição que participou na vida, saiu vitoriosa”, disse o treinador da atleta, Rafael Augusto Daniel. “Ela surpreendeu todo mundo, inclusive a mim, que não esperava que viria a ser campeã. Vimos homens adultos chorando de emoção em ver o show que ela deu no ginásio”.


GARRA – Eduarda, que também adora ir ao cinema, é amante dos esportes desde pequena e começou a treinar jiu-jitsu aos 7 anos, com o próprio professor Rafael, em São José dos Pinhais. Ela já foi campeã paranaense na categoria convencional, com esta mesma idade, e bicampeã brasileira no parajiujitsu, aos 9 e aos 10 anos, além de vice-campeã no ano passado.

“No jiu-jitsu já estamos acostumados a ver a Duda dar show, mas no wrestling, que é uma luta de queda, para ela que não tem um membro inferior, a exigência de equilíbrio é extrema. Imaginamos que ela viria somente para participar, mas saiu campeã”, comemorou o treinador.

Márcia Tomadon, coordenadora dos Jogos Escolares, disse que a participação da Duda nos Jogos Escolares do Paraná foi uma grande surpresa para todos. “Ficaram todos perplexos com a atuação dela, seu carisma e a maneira como enfrentou as lutas e toda a competição em uma modalidade que exige resistência. Foi impressionante o desempenho dela”, acrescentou.

JEPs – A 69ª edição dos Jogos Escolares do Paraná é realizada pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria do Esporte, em parceria com a Prefeitura de Maringá, a Secretaria estadual da Educação e os Núcleos Regionais da Educação.

Nesta final são disputadas as modalidades de futsal, handebol, basquete, basquete em cadeiras de roda, vôlei, badminton, ginástica rítmica, goalball, judô, taekwondo, tênis de mesa, wrestling, natação, skate, vôlei de praia, xadrez, ciclismo e atletismo.

A etapa final dos Jogos Escolares reúne, em Maringá, na região Noroeste, mais de 6 mil pessoas entre atletas, dirigentes, árbitros e organizadores, de 782 escolas de 230 municípios paranaenses, com estudantes de 15 a 17 anos. Os Jeps fazem parte dos Jogos Oficiais do Estado.