Destaque Internacional

Atleta do Geração Olímpica e Paralímpica disputa o mundial de ginástica rítmica na Romênia

Yumi Moriyama, de 15 anos, está na seleção brasileira juvenil que disputará a competição. A treinadora da seleção no mundial também já foi bolsista do programa, nas edições de 2020 e 2021. Programa do Governo do Paraná apoia a atletas e técnicos com bolsas financeiras.

Atleta do Geração Olímpica e Paralímpica disputa o mundial de ginástica rítmica na Romênia
A paranaense Yumi Moriyama, de 15 anos, foi convocada pela seleção brasileira juvenil de ginástica rítmica para a disputa do mundial da categoria, que acontece entre os dias 7 e 9 de julho em Cluj-Napoca, na Romênia. A bolsista do programa Geração Olímpica e Paralímpica embarca no primeiro dia do mês em busca de mais uma conquista. - Foto: SEES
Publicado em 23/06/2023 às 11:10

A paranaense Yumi Moriyama, de 15 anos, foi convocada pela seleção brasileira juvenil de ginástica rítmica para a disputa do mundial da categoria, que acontece entre os dias 7 e 9 de julho em Cluj-Napoca, na Romênia. A bolsista do programa Geração Olímpica e Paralímpica embarca no primeiro dia do mês em busca de mais uma conquista. A treinadora da seleção brasileira no mundial, Juliana Coradine, também teve apoio do Estado. Ela participou do Geração Olímpica e Paralímpica nas edições de 2020 e 2021.

Criado pelo Governo do Estado, o Geração Olímpica e Paralímpica é o maior programa em nível estadual de incentivo ao esporte na modalidade bolsa financeira para atletas e técnicos e conta com o patrocínio exclusivo da Copel. Neste ano, o programa está em sua 12ª edição. Desde que foi criado, h[a 12 anos, o investimento total chega a R$ 50 milhões. 

Yumi é uma ginasta de Londrina que começou a treinar aos 6 anos de idade. Foi convocada pela seleção brasileira juvenil, pela primeira vez em 2022, passando a compor a equipe em todas as competições do ano. A primeira foi o Pan-Americano no Rio de Janeiro, em julho, quando ajudou a seleção brasileira de conjunto (composto por seis atletas) a conquistar quatro medalhas de ouro.

Na sequência, participou do sul-americano, na Colômbia, de onde a seleção trouxe mais quatro ouro. No Pan-Americano no México, a seleção brasileira conquistou dez medalhas de ouro, sendo três com participação de Yumi Moriyama: no conjunto geral, no conjunto de cinco arcos e no de cinco bolas.

TREINADORA – Juliana Coradine, treinadora da seleção brasileira de conjunto juvenil, lembra que, em 2022, com o ouro no Pan-Americano nio Rio de Janeiro, as meninas quebraram um jejum de 22 anos. “Foi muito gratificante, pois tínhamos recém saído da pandemia, as meninas treinando cada uma em suas casas. Mas elas abraçaram a causa e seguimos juntas no mesmo propósito.”

“Para o campeonato mundial, estamos priorizando mais qualidade na execução dos movimentos e alguns ajustes de elementos que não foram tão bons no Pan-Americano para tentar melhorar a performance e consequentemente a pontuação”, informou Juliana.

A presidente da Federação Paranaense de Ginástica (FPRG), Márcia Aversani, afirma estar muito contente em ter uma ginasta representando o Estado, em especial com resultados tão importantes. “É nosso orgulho no juvenil, que no ano passado teve a Maria Eduarda Alexandre, também paranaense, que hoje está na categoria adulto para a disputa dos Jogos Pan-Americanos em Santiago, em novembro”.

Dayane Camillo, bicampeã dos Jogos Pan-Americanos em Winnipeg 1999 e Santo Domingo 2003, além de participar de duas Olimpíadas em Sidney 2000 e Atenas 2004, atualmente é treinadora de ginástica rítmica e ficou muito feliz com a convocação de Yumi. “Ela é a atual campeã panamericana da categoria conjunto, fruto de muito trabalho da própria atleta e de sua treinadora e do incentivo da Geração Olímpica e Paralímpica. Para mim, é uma emoção ver uma menina aqui do Paraná tendo todo esse destaque”, afirma.

GERAÇÃO OLÍMPICA – Denise Golfieri, coordenadora do programa, está orgulhosa por ter a Yumi, que completa quatro anos dentro do Geração Olímpica e Paralímpica, como bolsista. “Ficamos felizes em poder acompanhar de perto atletas em busca dos seus sonhos. O Programa tem contribuído na formação de inúmeros atletas e técnicos, de diversas modalidades e têm conquistado importantes resultados colocando o Estado do Paraná em destaque também no cenário mundial. Isso só reforça a importância de termos uma política esportiva consolidada em nosso estado”, adiciona.