Portos do Paraná

Capacitação prepara Portos do Paraná para uso de ferramenta voltada à gestão de projetos

A empresa pública prevê a implantação completa do Escritório de Projetos (Project Management Office, PMO, na sigla em inglês) em 2024. O objetivo é desenvolver um modelo metodológico descentralizado para ser utilizado em cada uma das sete diretorias da empresa pública, conforme a realidade das áreas.

Capacitação prepara Portos do Paraná para uso de ferramenta voltada à gestão de projetos
Portos do Paraná avança para implantação de nova ferramenta para gestão portuária
Foto: Juliano Pedrozo
Publicado em 06/07/2023 às 10:00

A Portos do Paraná deu início a mais uma etapa para a implementação do Escritório de Projetos (Project Management Office, PMO, na sigla em inglês). Nesta terça-feira (04), uma capacitação reuniu colaboradores que vão estar à frente da nova estrutura. A ideia é que o PMO organize e armazene todo o histórico de projetos realizados anteriormente e as “lições” aprendidas com cada um. Dessa forma, as boas práticas serão aquelas que levaram projetos anteriores ao sucesso e que devem ser repetidas.

A iniciativa faz parte da estruturação, padronização e sistematização para projetos futuros desenvolvidas pelos portos paranaenses – e é parte da adoção de novas ferramentas de gestão, desde 2019. O objetivo é desenvolver um modelo metodológico descentralizado para ser utilizado em cada uma das sete diretorias da empresa pública, conforme a realidade das áreas.

“Os portos do Paraná têm realizado investimentos para que possamos avançar, cada vez mais, com a profissionalização da gestão e projetos de capacitação para que a companhia seja referência em gestão portuária”, afirma o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.

O curso é dividido em sete fases, com duração de seis meses. A primeira, realizada nesta terça, foi para sensibilizar os colaboradores e apresentar a estrutura, aparatos tecnológicos e de gestão que vão servir de base para padronizar os projetos futuros.

O diretor de Engenharia e Manutenção da Portos do Paraná, Victor Kengo, afirma que o Escritório de Projetos vai trazer evolução para todas as áreas na gestão portuária. “É fundamental para ter ainda mais controle e acompanhar o desenvolvimento dos nossos projetos estruturantes no âmbito da empresa pública”, explica.

Cada diretoria terá dois colaboradores como pontos focais para atuar no Escritório de Projetos. Eles serão responsáveis por liderar a equipe da sua área e atuar diretamente na implantação do processo a partir de 2024.

A empresa pública prevê que a nova metodologia para gerenciamento de projetos seja utilizada já no próximo ano. Os projetos estruturantes, que atualmente são acompanhados pela dinâmica já existente, serão adaptados e padronizados de acordo com o PMO.

“Os principais ganhos para a empresa são transparência, redução de custos, agilidade, credibilidade e mais otimização”, destaca Honorato Chudson, gerente de Planejamento Estratégico. “O nível de qualificação dos nossos colaboradores ganha um salto com PMO, de forma inovadora e de qualidade na gestão”.