censo do ibge 2022

Censo 2022: Paraná ultrapassa o Rio Grande do Sul e se torna o mais populoso da região Sul

Dados do IBGE apontam que o Estado ganhou quase um milhão de habitantes nos últimos 12 anos, chegando a 11.443.208 residentes e tornando-se o quinto mais populoso do Brasil. Crescimento da população paraense foi de 9,56% no período, maior do que o aumento em termos nacional.

Censo 2022: Paraná ultrapassa o Rio Grande do Sul e se torna o mais populoso da região Sul
Foto: José Fernando Ogura
Publicado em 28/06/2023 às 12:00

Os primeiros resultados consolidados do Censo Demográfico de 2022 divulgados nesta terça-feira (28) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontam que o Paraná ultrapassou o Rio Grande do Sul em número de habitantes. Em 12 anos, o Estado ganhou praticamente um milhão de novos residentes, passando de 10.444.526 no Censo de 2010 para 11.443.208 pessoas no estudo mais recente.

O crescimento da população paranaense foi de 9,56% no período, maior do que o aumento em termos nacionais, que foi de 6,5%, o equivalente a 12,3 milhões de novos brasileiros. Com isso, o Estado passa a ser oficialmente o 5º mais populoso do País e o maior da região Sul, à frente do Rio Grande do Sul (que passou de 10.693.923 para 10.880.506 habitantes) e de Santa Catarina (de 6.248.436 para 7.609.601 habitantes).

As informações do órgão federal confirmam os cálculos elaborados pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes) feito a partir de projeções do próprio IBGE, que já em 2017 demonstravam a tendência de inversão entre o Paraná e o Rio Grande do Sul, que apresenta taxas de crescimento menores.

O município mais populoso do Paraná é Curitiba, com 1.773.733 habitantes, um aumento de 1,2% em relação ao Censo 2010. A capital paranaense é a 8ª maior do Brasil em termos populacionais, em um ranking liderado pelo município de São Paulo (11.451.245).

Segundo município mais populoso do Paraná, Londrina, no Norte do Estado, cresceu 9,7% em doze anos, chegando a 555.937 moradores. Maringá, com 409.657 pessoas, Ponta Grossa (358.367), Cascavel (348.051) e São José dos Pinhais (329.222) completam a lista das maiores localidades estaduais.

Outro destaque paranaense que ajuda a exemplificar o crescimento populacional é Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba, cuja população passou de 81,7 mil para 148,9 mil nos últimos 12 anos, o segundo maior aumento proporcional entre os municípios brasileiros com mais de 100 mil habitantes.

DOMICÍLIOS – Outro indicador levantado pelo IBGE revela que o Paraná teve um aumento de 34% no número de domicílios em relação ao Censo 2010, passando de 3,8 milhões para 5,3 milhões no período. A variação é praticamente a mesma do Brasil, que aumentou de 67,5 milhões para 90,7 milhões de domicílios.

O aumento no total de domicílios do País está relacionado ao crescimento expressivo de duas categorias: os vagos e os de uso ocasional. Os domicílios particulares vagos aumentaram 87%, chegando a 11,4 milhões, enquanto os de uso ocasional cresceram 70% em 12 anos, totalizando 6,7 milhões.

“Os domicílios vagos são aqueles em que não há ninguém morando. Já os de uso ocasional são aqueles que são ocupados parte do tempo, como os de veraneio. De 2010 para cá, o aumento de domicílios ocupados foi maior, em números absolutos, mas em termos de proporção, os não ocupados tiveram um ganho maior no período”, explica o gerente técnico do Censo, Luciano Duarte.

O município de Floresta, no Noroeste do Paraná foi o 6º do Brasil com maior aumento percentual no número de domicílios (130,5%), passando de 2.122 para 4.892. Pontal do Paraná e Matinhos, no Litoral do Estado, ocupam respectivamente a 9ª e a 10ª colocação nacional na porcentagem de domicílios de uso ocasional, com 61,3% e 61,1%.

SOBRE A PESQUISA  O Censo Demográfico é a maior e mais completa operação estatística realizada no País. A pesquisa busca bater à porta de todos os domicílios dos 5.568 municípios brasileiros e dois distritos (Fernando de Noronha e Distrito Federal) para produzir um retrato fiel da sociedade. Mais de 79 milhões questionários foram respondidos, com 98,88% das entrevistas realizadas presencialmente e o restante pela internet ou telefone.

Nos primeiros resultados, o Censo traz dados sobre população, domicílios, área dos municípios e densidade demográfica para o País, Grandes Regiões, Estados, Distrito Federal, Municípios e concentrações urbanas.

Acesse os principais resultados, gráficos e mapas no site Panorama do Censo 2022.