economia de energia

Com a chegada de dias mais frios, Copel orienta consumidores sobre o uso eficiente de energia

Com a aproximação do inverno, é hora de relembrar alguns hábitos que podem ajudar a controlar o consumo de energia nas residências.

Com a chegada de dias mais frios, Copel orienta consumidores sobre o uso eficiente de energia
O consumo de energia durante os dias frios aumenta radicalmente. Foto: COPEL.
Publicado em 21/06/2023 às 11:20

A frente fria que chegou ao Paraná nesta semana intensificou o uso de aparelhos de climatização para aquecimento de ambientes e do chuveiro elétrico, que precisa ser acionado com uma potência maior de energia para esquentar a água do banho. Com a aproximação do inverno, é hora de relembrar alguns hábitos que podem ajudar a controlar o consumo de energia nas residências. Para isso, o engenheiro coordenador do Programa de Eficiência Energética da Copel, Marcelo Gonçalves Santos, selecionou dicas que podem ser úteis para evitar o desperdício.

De acordo com ele, a tendência de aumento no consumo residencial nos dias de frio é mais acentuada nas porções central e ao Sul do Estado, em consequência das baixas temperaturas. Santos destaca que, além da atenção na hora de comprar equipamentos elétricos, os hábitos de uso também fazem uma grande diferença no resultado que aparece na conta de luz, ao final do mês.

As orientações começam pelo chuveiro, equipamento mais presente nas casas e que responde por uma parcela significativa do consumo de energia elétrica ou outros insumos energéticos. “Nos dias frios a nossa tendência natural é demorar mais no banho para se aquecer, então é preciso muita atenção a isso. O cálculo de consumo da energia é feito pela potência do chuveiro, multiplicada pelo tempo em cada banho”, lembra o engenheiro.

Por fim, Marcelo Gonçalves Santos lembra que a geladeira também merece atenção nos dias mais frios, já que o ajuste correto da temperatura pode ser uma boa oportunidade de economizar.

Confira as principais dicas elencadas pelo especialista para os dias de frio:

– Verifique diariamente o ajuste de temperatura do chuveiro e tome banhos curtos.

– Para aquecer ambientes com menos perda de energia, mantenha portas e janelas fechadas sempre que possível.

– Quando for cozinhar, aproveite o calor gerado pelo forno e fogão para aquecer o ambiente.

– Neste período do ano a iluminação do sol dura menos horas. Prefira usar lâmpadas LED e apague as luzes que não estiverem em uso.

– Confira a regulagem da geladeira, que agora pode gastar menos energia. Aproveite para checar a borracha da porta, se está vedando bem.

– Se for lavar roupas na máquina, acumule uma quantidade que aproveite bem a capacidade do equipamento. E prefira estendê-las ao sol, já que as secadoras consomem bastante energia.

– Na hora de passar, a dica é acumular o máximo de roupas para evitar desperdiçar a energia consumida para aquecer o aparelho. Aproveite esse momento inicial para ir passando os tecidos mais leves, que não exigem uma temperatura tão elevada.

– Ao comprar novos eletrodomésticos, atente-se para a classificação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro), em relação à sua eficiência. Também verifique o selo do Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica (Procel).

É importante, ainda, fazer o ajuste de temperatura do equipamento diariamente, para economizar nos períodos em que o frio dá uma trégua. “Até quando passa o inverno, muita gente esquece o chuveiro ajustado no máximo, e aí ocorre um desperdício de energia”, diz.

Com relação ao aquecimento de ambientes, vale o controle de hora em hora, com o cuidado de não exagerar na temperatura. “É comum que, nos dias mais frios, o aquecedor seja utilizado por longos períodos em altas temperaturas. O ideal é que chegue até a temperatura de vinte graus, que já garante um conforto térmico, e quando o ambiente já estiver mais quente, o aparelho seja desligado”, explica Santos.

No caso dos aquecedores que ficam guardados ao longo do ano, a limpeza do equipamento é recomendada para aumentar sua eficiência, sem obstrução da radiação do calor. Pelo mesmo motivo, secar roupas no aquecedor, ou na parte de trás da geladeira, é algo que deve ser descartado por quem quer economizar energia.