Desenvolvimento Estadual

Com adesão ao Susaf, consórcio de 11 cidades do Noroeste pode expandir vendas no Estado

Agora, o consórcio que reúne 11 municípios poderá indicar agroindústrias de sua área de abrangência para que, cumprindo as normas higiênico-sanitárias e as legislações do setor, vendam seus produtos para outras regiões do Paraná. Esse é o segundo consórcio paranaense a aderir ao sistema.

Com adesão ao Susaf, consórcio de 11 cidades do Noroeste pode expandir vendas no Estado
Com adesão ao Susaf, consórcio de 11 cidades do Noroeste pode expandir vendas no Estado - Foto: SEAB
Publicado em 21/06/2023 às 10:40

O Consórcio Público Intermunicipal do Centro Noroeste do Paraná (Cicenop) ampliou sua atuação e poderá indicar agroindústrias para venda de produtos de origem animal em todo o Estado. O grupo aderiu ao Susaf-PR (Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte). A entrega do certificado aconteceu na tarde desta terça-feira (20), em Cianorte, em evento na faculdade UFMG.

Cerca de 400 pessoas participaram do encontro, entre prefeitos e secretários municipais da região, além de servidores do Sistema Estadual de Agricultura (Seagri), produtores, técnicos e estudantes.

Agora, o consórcio que reúne 11 municípios poderá indicar agroindústrias de sua área de abrangência para que, cumprindo as normas higiênico-sanitárias e as legislações do setor, vendam seus produtos para outras regiões do Paraná. Esse é o segundo consórcio paranaense a aderir ao sistema. Em maio deste ano, o CID Centro, composto por 31 municípios, também foi beneficiado.

O secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, destacou que a meta do governo estadual é atingir 200 municípios integrados ao Susaf até 2026. “Estamos falando de uma oportunidade para a pequena agroindústria ultrapassar barreiras e vender para 11 milhões de consumidores em todo o estado. Isso se faz com método e organização”, afirmou. 

Esse sistema rompe entraves burocráticos que não permitiam que produtos reconhecidamente bons do ponto de vista higiênico-sanitário pudessem ser vendidos além dos limites locais. A concessão do Susaf/PR é feita pela Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (Adapar).

“Cada vez que entregamos um certificado desse é uma alegria muito grande. Nós temos uma mão firme para a fiscalização, mas uma mão que também acolhe e apoia os produtores”, reforçou o diretor-presidente, Otamir Martins.

A atenção do governo estadual às agroindústrias e à agricultura familiar foi destacada pelo presidente do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná Iapar-Emater (IDR-Paraná), Natalino Avance de Souza, que também parabenizou os municípios pela agilidade no processo. “Na nossa avaliação, o que presenciamos aqui hoje é uma grande conquista, que mostra a organização da região. Isso é a chave do mercado, significa agregação de valor e renda para o campo”, disse.

EVENTO – O evento teve como objetivo apresentar o processo simplificado para aderir do Susaf/PR. Ele é resultado de uma parceria entre a Secretaria Estadual da Agricultura e do Abastecimento (Seab), Adapar, IDR-Paraná e Associação dos Municípios do Norte e Noroeste do Paraná (Amenorte), com apoio da Associação dos Municípios do Setentrião Paranaense (Amusep), Comunidade dos Municípios da Região de Campo Mourão (Comcam) e Associação dos Municípios Entre Rios (Amerios).

O presidente da Amenorte e prefeito de São Manoel do Paraná, Agnaldo Trevizan, destacou a união entre os municípios em benefício do desenvolvimento regional. “Agradecemos o apoio do Estado nessa iniciativa”.

“Estamos tentando ajudar, com a Amenorte, para agilizar todas as pendências necessárias, para gerar desenvolvimento para os nossos municípios”, apontou o prefeito de Cianorte, Marco Franzato.

PROGRAMA – O Susaf foi criado por lei em 2013, mas regulamentado em 2020. O programa é destinado especialmente à agroindústria familiar e às de pequeno porte. A exigência é de que ela esteja registrada no Sistema de Inspeção Municipal (SIM). Ele pode ser concedido aos municípios ou consórcios intermunicipais que apresentem serviço de inspeção estruturado, que garanta que o produto é de qualidade. 

Os estabelecimentos interessados obter o selo do Susaf/PR devem seguir os programas de autocontrole, como limpeza, desinfecção e higiene, hábitos higiênicos e saúde dos manipuladores. Além disso, são exigidos a manutenção das instalações e equipamentos, controle de potabilidade de água, seleção de matérias-primas, ingredientes e embalagens, controle de pragas e vetores e controle de temperatura. Também devem contratar profissional habilitado para a industrialização e conservação dos produtos.