Desenvolvimento

Com potencial para exportação, frigorífico de bovinos e suínos é inaugurado na região Noroeste

Com licença para exportação, nova unidade do frigorífico FrigoMendes foi inaugurada em Nova Londrina, no Noroeste do Paraná. A estrutura tem capacidade de abate diário de 640 bovinos e mil suínos. Estima-se que sejam gerados 300 empregos diretos e aproximadamente 600 indiretos.

Com potencial para exportação, frigorífico de bovinos e suínos é inaugurado na região Noroeste
Novo frigorífico de bovinos e suínos no Noroeste tem potencial para exportação
Foto: Gisele Barão/E-Paraná Comunicação
Publicado em 06/07/2023 às 17:30

O reconhecimento do Paraná como área livre de febre aftosa sem vacinação fomenta o setor e incentiva novos investimentos no Estado, de olho no mercado internacional. Um exemplo é a nova unidade do frigorífico FrigoMendes, em Nova Londrina, no Noroeste do Paraná. A estrutura, inaugurada nesta quarta-feira (5), tem capacidade de abate diário de 640 bovinos e mil suínos. Estima-se que sejam gerados 300 empregos diretos e aproximadamente 600 indiretos.

A certificação, conquistada em 2021, funciona como um aval sanitário sobre a produção agropecuária do Estado. Estima-se que o novo status já tenha atraído mais de R$ 9 bilhões em investimentos no Paraná no setor de proteínas animais.

Novo frigorífico de bovinos e suínos no Noroeste tem potencial para exportação –

A empresa paranaense, com sede no município de Califórnia, já tem uma planta de produção de cortes bovinos em Apucarana, e um setor de suínos em Rolândia, ambas com produção para consumo interno. A nova unidade já tem licença para exportação, e a meta, segundo o proprietário, João Paulo Mendes, é que aproximadamente metade da produção seja comercializada para outros países.

“Buscaremos atender o mercado de exportação e também o mercado interno. Trabalhamos na região de Nova Londrina há mais de 20 anos, e o sonho era investir aqui”, disse Mendes.

Novo frigorífico de bovinos e suínos no Noroeste tem potencial para exportação –

O secretário estadual da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara, que participou do evento de inauguração, afirmou que o empreendimento faz parte de um processo que o governo estadual tem incentivado e apoiado de forma intensa, que é a ampliação do potencial produtivo do Estado. “Produzir comida é o nosso negócio. Com conhecimento e inovação, esse setor tem muito espaço para crescer. Temos qualidade e sanidade reconhecida. Agora vamos exercitar mais nossa habilidade comercial”, disse.

Novo frigorífico de bovinos e suínos no Noroeste tem potencial para exportação –