Turismo e Legislação

Comissão de Turismo realiza reunião ordinária para debater projetos que potencializam o segmento no estado

Na pauta, o turismo em Foz do Iguaçu, Nova Aurora, Pinhais, Piraquara, Quatro Barras e Guaraqueçaba.

Comissão de Turismo realiza reunião ordinária para debater projetos que potencializam o segmento no estado
Reunião ocorreu no início da tarde desta terça-feira (27). Créditos: Orlando Kissner/Alep
Publicado em 28/06/2023 às 11:40

Aconteceu na tarde desta terça-feira (27) a segunda reunião da Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa do Paraná, presidida pelo deputado Matheus Vermelho (PP). Durante o encontro, que aconteceu na Sala Arnaldo Busato, foi discutido e aprovado os projetos de Lei nº 83/2023, 181/2023, 288/2023 e 435/2023.

O presidente da Comissão de Turismo, deputado Matheus Vermelho (PP), afirmou que “ aqui na Comissão sempre estamos trabalhando pelas ações necessárias para o fomento do turismo em nosso estado. Tivemos quatro projetos avaliados, todos com pareceres favoráveis dos seus relatores e todos aprovados pela Comissão que agora irão seguir o trâmite normal dentro da Casa. O nosso compromisso é sempre com a população do Paraná para que tenhamos um turismo forte e agora, com a recriação da Secretaria de Turismo no estado, isso fortalece o setor, pois sabemos que o turismo é uma importante fonte de renda, limpa e sustentável”.

O projeto de Lei nº 83/2023, de autoria do deputado Matheus Vermelho (PP), institui o título de ‘Destino do Mundo’ a Foz do Iguaçu. O relator, deputado Cobra Repórter (PSD) fundamentou que “o município tem o maior potencial de turismo no Estado do Paraná e informalmente, a cidade já é conhecida como Destino do Mundo em razão das suas belezas naturais, atrativos e a sua rica diversidade cultural que encanta a todos. De acordo com vários indicadores, Foz do Iguaçu desponta no cenário nacional, como uma das cidades mais procuradas e visitadas por turistas nacionais e estrangeiros no Brasil’. O projeto de Lei foi aprovado por unanimidade.

O projeto de Lei nº 181/2023, de autoria do deputado Batatinha (MDB), institui a Rota de turismo rural Circuito do Sol, no município de Nova Aurora. A relatora, deputada Luciana Rafagnin (PT) sustentou que “o circuito turístico em questão é composto de belíssimas paisagens, trilhas, museu rural, cachoeiras além de um roteiro gastronômico. Na sua composição cabe destacar a agricultura familiar que é uma das principais atividades econômicas da região, o que possibilita a oferta de experiências autênticas aos turistas, como visitas a propriedades rurais e a degustação de produtos locais, belezas naturais, agroturismo e gastronomia além de tradições, patrimônios históricos e culturais da região. Para desenvolver e aproveitar ao máximo o potencial turístico rural de Nova Aurora, é fundamental que haja investimentos em infraestrutura, capacitação profissional, promoção e divulgação, além de uma integração efetiva entre o poder público, a iniciativa privada e a comunidade local”. O projeto de Lei foi aprovado por unanimidade.

O projeto de Lei nº 288/2023, de autoria da deputada Marli Paulino (Solidariedade) e do deputado Goura (PDT), inclui no roteiro turístico oficial do estado do Paraná a “Ciclorrotas Nascentes do Iguaçu”, localizada nos municípios de Pinhais, Piraquara e Quatro Barras. O relator, deputado Wilmar Reichembach (PSD), justificou que a “Ciclorrotas Nascentes do Iguaçu” é um projeto feito em parceria com três municípios onde nascem os principais rios que formam as primeiras águas do Rio Iguaçu, principal rio do estado do Paraná. Além de uma ciclorrota, os caminhos são também utilizados para caminhadas, cavalgadas, passeios a pé ou de carro, movimentando a economia e trazendo desenvolvimento para todos os municípios envolvidos e por isso necessita de divulgação e carece ainda de consolidação. É necessário revitalizar, sinalizar e manter o trajeto, promovendo ali eventos de esporte, cultura e lazer. A inclusão da ciclorrota no roteiro turístico do Estado do Paraná vai facilitar a destinação de recursos, bem como, torná-la mais conhecida e mais utilizada pela comunidade paranaense”. O projeto foi aprovado por unanimidade.

O projeto de Lei nº 435/2023, de autoria do deputado Anibelli Neto (MDB), concede o título de Capital Estadual da Pupunha ao município de Guaraqueçaba. O relator, deputado Gilberto Ribeiro, sustentou que “o litoral paranaense apresenta clima e solo favoráveis para o desenvolvimento da pupunha, que tem se tornado uma das principais alternativas de renda para os produtores. Cerca de 80% da produção de palmito do Paraná é litorânea, dos quais um terço vem do município de Guaraqueçaba.  A pupunha demonstrou ser a melhor opção litorânea para aliar a geração de renda à preservação ambiental”. O projeto foi aprovado por unanimidade.

Participaram da reunião, além do presidente da Comissão, deputado Matheus Vermelho (PP), os deputados Anibelli Neto (MDB), Cobra Repórter (PSD), Wilmar Reichembach (PSD) e a deputada Luciana Rafagnin (PT).