rede elétrica

Copel investirá quase R$ 1 bilhão no Litoral e Grande Curitiba até 2025

Grande parte dos investimentos será destinada aos principais programas da companhia, como o Paraná Trifásico e o Rede Elétrica Inteligente, além de subestações, linhas e redes. Automatização e reforço da rede elétrica vão proporcionar benefícios a mais de 4 milhões de pessoas.

Copel investirá quase R$ 1 bilhão no Litoral e Grande Curitiba até 2025
Aérea de Curitiba com rede iluminada - Foto: Copel
Publicado em 27/06/2023 às 8:50

Nos próximos anos, obras de ampliação e modernização da rede elétrica vão proporcionar melhorias na qualidade do fornecimento de energia e benefícios diretos à população de Curitiba, Região Metropolitana e Litoral. Até 2025, a Copel planeja investir R$ 971,1 milhões. Grande parte dos investimentos será destinada aos principais programas da companhia, como o Paraná Trifásico e o Rede Elétrica Inteligente, além de subestações, linhas e redes.

A primeira parte do montante está sendo investida ainda em 2023. Até o final do ano a companhia vai aplicar R$ 302,67 milhões em infraestrutura elétrica na região, de um total de R$ 1,8 bilhão em distribuição de energia em todo o Paraná. Outros R$ 348,27 milhões serão investidos em 2024 e R$ 320,16 milhões, em 2025.

“A Região Metropolitana de Curitiba e o Litoral do Paraná já estão sendo beneficiados pelos principais programas da Copel, como o Rede Elétrica Inteligente e o Paraná Trifásico”, afirma Edison Ribeiro da Silva, superintendente de Engenharia de Expansão da companhia. “Com esses benefícios, tanto a população urbana como os moradores e produtores rurais vão contar com melhorias expressivas na qualidade do fornecimento de energia”.

PARANÁ TRIFÁSICO – Uma parcela significativa do montante está sendo destinada ao Paraná Trifásico, cujas obras na região, em 2023, somam R$ 92,62 milhões e vão ampliar a disponibilidade de redes trifásicas. Estas estruturas são mais resistentes e dispõem de conexões automatizadas e tecnologia para religar a rede em poucos segundos em caso de um desligamento.

As obras do programa ultrapassaram, recentemente, 50% do previsto: em todo o Estado já foram construídos 12.674 quilômetros do total de 25 mil quilômetros previstos. Somente nessa região foram entregues 1.991 quilômetros de redes trifásicas. A Lapa, com 243 km, Rio Branco do Sul, com 218 km, e Bocaiúva do Sul, com 152 km prontos, são os municípios com maior extensão construída.

REDE ELÉTRICA INTELIGENTE – Os investimentos em redes inteligentes também vão concentrar R$ 30 milhões em 2023, valor que deve chegar a R$ 80 milhões no período 2023-2025. Por meio do programa, a Copel já instalou 500 mil medidores digitais inteligentes em casas, comércios, indústrias e propriedades rurais do Paraná.

A troca dos medidores convencionais pelo novo modelo não tem custos para o consumidor e é acompanhada de investimentos em equipamentos de comunicação e de automação na rede elétrica, com o objetivo de reduzir desligamentos e agilizar o atendimento aos clientes, seja em serviços comerciais ou de emergência.

Com o novo sistema, a leitura de consumo passa a ser remota, o que facilita o controle de toda a rede elétrica, desde a subestação até o consumidor final. Além disso, os clientes passarão a ter autonomia para monitorar o seu uso de energia por meio do aplicativo da Copel para celular.

A iniciativa começou no Sudoeste do Paraná e chegou recentemente à Região Metropolitana de Curitiba, que conta com 38 mil medidores instalados. A cidade de Contenda já tem 84% das ligações de energia atendidas com medidores digitais inteligentes. Em Araucária, o equipamento chegou a 44% dos domicílios. Os trabalhos começaram, também, em Fazenda Rio Grande, e o programa será estendido a outros 25 municípios e à Ilha do Mel.

LINHAS E SUBESTAÇÕES – Outra parte considerável do montante total é usada na ampliação e modernização de linhas e subestações da região. Em 2023, R$ 26,50 milhões estão sendo investidos na ampliação de sete subestações de Curitiba e Região Metropolitana e em obras complementares na rede de média tensão. Para o triênio que vai até 2025, o investimento nessas obras totaliza R$ 141,48 milhões.

OUTROS PROJETOS – Além dos investimentos no Paraná Trifásico, Rede Elétrica Inteligente e em linhas e subestações, a Copel vai aplicar, ainda em 2023, R$ 121,74 milhões em obras de atendimento direto a solicitações de consumidores na região. Outros R$ 31,81 milhões vão para obras do Confiabilidade Total, programa que se concentra em melhorias para a comunicação, integração e automação de subestações e visa a redução da duração e da frequência das interrupções vivenciadas pelos consumidores.