ressocialização

Custodiados produzem ponchos e roupas pet para moradores e cães de rua em Cascavel

Os 90 ponchos e as 20 peças de roupas pet foram produzidas no setor de costura da Unidade de Progressão da Penitenciária Industrial Marcelo Pinheiro e destinadas à Unidade de Acolhimento Institucional Para Pessoas em Situação de Rua (Casa Pop).

Custodiados produzem ponchos e roupas pet para moradores e cães de rua em Cascavel
Custodiados produzem ponchos e roupas pet para moradores e cães de rua em Cascavel Foto: Polícia Penal do Paraná
Publicado em 11/07/2023 às 12:30

A Penitenciária Industrial Marcelo Pinheiro – Unidade de Progressão (PIMP-UP), vinculada à Polícia Penal do Paraná (PPPR), entregou nesta segunda-feira (10) ponchos e roupinhas pet, produzidos por pessoas privadas de liberdade (PPLs), à Secretaria Municipal de Assistência Social de Cascavel (Seaso). 

Os 90 ponchos e as 20 peças de roupas pet foram produzidas no setor de costura da PIMP-UP e destinadas à Unidade de Acolhimento Institucional Para Pessoas em Situação de Rua (Casa Pop).

Para o diretor-geral da Polícia Penal do Paraná, Osvaldo Messias Machado, as parcerias com as administrações municipais podem gerar importantes ações sociais, levando a mão de obra dos detentos a projetos que beneficiem pessoas necessitadas.

Pessoas privadas de liberdade produzem ponchos e roupas pet para destinar a moradores e cães de rua em Cascavel

“Gostaria de destacar que a Prefeitura de Cascavel faz um brilhante trabalho de acolhimento a moradores em situações de rua e seus fieis companheiros, os cães de estimação. Esta é uma ação que a prefeitura faz há muitos anos e agora a PPPR foi envolvida através de um termo de cooperação para confeccionar agasalhos que darão um pouco de conforto a estas pessoas, bem como aos seus cães em situação de rua. É um projeto com alcance social importante para o município de Cascavel”, diz. 

O coordenador regional PPPR em Cascavel, Thiago Correia, explica que a instituição possui diversas parcerias com a prefeitura local. “Esse material vai ajudar as pessoas em situação de vulnerabilidade atendidas pela Casa Pop, principalmente nesta época de muito frio e de chuvas intensas. Essas pessoas, com certeza, farão bom uso destes materiais”, afirma. 

Segundo o secretário municipal de Assistência Social, Hudson Moreschi Junior, atualmente aproximadamente 400 pessoas estão em situação de rua em Cascavel e são assistidas pelos trabalhos desenvolvidos no município. As ações também se estendem aos pets, muitas vezes únicos companheiros dos moradores em situação de rua. “Estas pessoas estão nesta condição pois tiveram os vínculos familiares rompidos e muitas vezes o único amigo, único familiar é o pet. Por isso, permitimos que as pessoas em condição de rua tragam seus pets para acompanhá-los”.

Pessoas privadas de liberdade produzem ponchos e roupas pet para destinar a moradores e cães de rua em Cascavel

PROJETO – A produção dos itens para destinação social, usando mão de obra prisional, faz parte de um projeto desenvolvido no setor de costura da PIMP-UP. Os materiais são confeccionados com retalhos de tecidos, mantas e cobertores doados por parceiros que acreditam na iniciativa.

O diretor da PIMP-UP, Álvaro Marcelo Alegrette, disse que uma voluntária do Programa do Voluntariado Paranaense (Provopar) esteve na unidade durante um dia para ensinar a confecção dos ponchos aos detentos. As 10 pessoas que integram o projeto na unidade são beneficiadas com a remição da pena. 

“O setor de costura já existe há um tempo na unidade e funciona em várias frentes, uma delas é a que confeccionou este material. Cada pessoa privada de liberdade que participa da costura da unidade tem um benefício principal que é a redução da pena: a cada três dias de trabalho um é descontado do tempo total da condenação”, conta. 

Para uma das pessoas privadas de liberdade que atua no setor de costura da unidade além do aprendizado a sensação de colaborar com quem precisa é indescritível. 

“É uma honra fazer esses produtos e saber que de alguma forma estamos contribuindo com alguém que precisa. Fazemos com amor e dedicação como se fosse para alguém da nossa família. O reconhecimento que recebemos, por meio dos elogios, é gratificante. Saber que saiu das nossas mãos. Fazemos o melhor que podemos sempre”, diz. 

CASA POP – A Casa Pop é um local de acolhimento de pessoas e famílias que se encontram em situação de rua. Atualmente a unidade possui 50 acolhidos fixos e outros 30 que apenas pernoitam no endereço. 

A coordenadora da Casa Pop de Cascavel, Erlete Aparecida, afirma que os acolhidos são acompanhados pelas equipes multidisciplinares do município, recebem tratamento de saúde, encaminhamentos para confecção de documentos, serviços da assistência social e quando aptos, são encaminhados ao mercado de trabalho. 

“Toda a doação é sempre bem-vinda, pois muitas destas pessoas, quando chegam aqui, estão apenas com a roupa do corpo”, diz.

AJUDA – Quem quiser ajudar pode entrar em contato pelo telefone (45) 3302-1797 ou trazer as doações diretamente ao endereço: Rua Clodoaldo Ursulano nº 1597, Bairro Santa Felicidade, Cascavel.