Sustentabilidade

Deputado Douglas Fabrício (Cidadanina) apresenta projeto para criação de Política Estadual de Construções de Baixo Carbono

Projeto busca gerar diminuição no impacto ambiental.

Deputado Douglas Fabrício (Cidadanina) apresenta projeto para criação de Política Estadual de Construções de Baixo Carbono
"Com esta lei, pretendemos incentivar o desenvolvimento da economia de baixo carbono no Paraná, estimulando a inovação e o surgimento de novas oportunidades de negócios”, destacou Douglas Fabrício. - ---Créditos:Valdir Amaral/Alep
Publicado em 23/06/2023 às 12:20

O deputado estadual Douglas Fabrício (Cidadania) protocolou nesta quarta-feira (22/6) um projeto de lei que pretende criar uma política estadual que incentive construções de baixo carbono.

As construções, as obras em geral, são responsáveis por uma parcela significativa na emissão de gases de efeito estufa, pois consomem grandes quantidades de energia e recursos naturais. Já as construções de baixo carbono utilizam técnicas e tecnologias que visam poluir menos, reduzindo estes gases.

“Temos sempre que pensar em políticas públicas que gerem a diminuição dos impactos ambientais. As obras em geral consomem muitos recursos naturais, cada vez mais escassos, e também geram a emissão de gases poluentes. Com esta lei, pretendemos incentivar o desenvolvimento da economia de baixo carbono no Paraná, estimulando a inovação e o surgimento de novas oportunidades de negócios”, destacou Douglas. “Estimular novas obras com técnicas construtivas de baixo carbono é fundamental, com uso de materiais como a madeira. Assim, também vamos incentivar toda uma cadeia”, completou.

A criação desta política no local também irá fomentar as cadeias produtivas locais vinculadas às construções de baixo carbono, gerando emprego e renda para os trabalhadores do Paraná. Assim, estas ações também vão contribuir para a proteção do meio ambiente.

Alguns efeitos positivos da construção de baixo carbono:

– Redução das emissões de gases de efeito estufa.

– Eficiência energética.

– Uso das energias renováveis.

– Melhoria na qualidade do ar interno das construções.