Infraestrutura

DER-PR classifica cinco participantes em licitação para concluir marginais de Pitanga

Próxima etapa está marcada para o dia 7 de agosto, com abertura de envelopes com documentos de habilitação. Dois consórcios e três empresas foram classificados nesta etapa da obra, com propostas variando de R$ 17.986.832,36 a R$ 20.559.271,89.

DER-PR classifica cinco participantes em licitação para concluir marginais de Pitanga
Foto: DER-PR
Publicado em 26/07/2023 às 10:15

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), autarquia da Secretaria de Infraestrutura e Logística (SEIL), publicou o resultado da análise de preços das participantes no edital da obra para concluir as vias marginais da PRC-466 em Pitanga, no Centro do Estado.

Dois consórcios e três empresas foram classificados nesta etapa da obra, com propostas variando de R$ 17.986.832,36 a R$ 20.559.271,89. A publicação também estabeleceu a data de abertura dos envelopes com documentação destas participantes, para 7 de agosto, às 14h, em auditório do DER/PR em Curitiba.

A licitação acontece na modalidade Concorrência Pública, em que será declarada vencedora a empresa ou consórcio que tiver sua documentação habilitada por comissão de julgamento do DER/PR, bem como a proposta de preço mais vantajosa para a administração pública.

O edital prevê a conclusão da terraplenagem das marginais, conclusão da pavimentação e recuperação do pavimento danificado, desobstrução dos dispositivos de drenagem existentes e correção dos materiais desgastados, bem como a execução de mais soluções de drenagem para lidar com águas subterrâneas e águas da chuva no local. Serão recuperados ainda os taludes atingidos por erosão, por não terem recebido cobertura vegetal.

Também serão executadas a sinalização horizontal, que incluem a pintura de faixas, linhas de canalização e faixa de travessia de pedestres, a sinalização vertical, com a instalação de placas de regulamentação, indicativas e de advertência, novas calçadas com piso podotátil, rampas de acessibilidade, ciclovia, iluminação e abrigos de ponto de ônibus. O prazo de execução é de 360 dias, após contratação e emissão da ordem de serviço.

O trecho tem 4,22 quilômetros de extensão, com vias marginais em ambos os lados da rodovia. As marginais começam na rotatória da Avenida Universitária e seguem no sentido Turvo. Com a conclusão das obras, o acesso às indústrias locais será facilitado, garantindo mais segurança para os habitantes e condutores de longa distância.

A obra foi contratada inicialmente em 2018, tendo sido paralisada no final de 2021. Devido ao volume de serviços a serem concluídos, bem como recuperação do que já havia sido executado e necessidade de novos serviços, foi decidido licitar a conclusão da obra, não sendo viável aproveitar a licitação antiga.