teatro

Dez mil pessoas viram “Romeu e Julieta” no Teatro Guaíra; peça volta ao palco em junho

A coreografia sincronizada de bailarinos e músicos emocionou mais de 10 mil pessoas em quatro noites de ingressos esgotados no Guairão no espetáculo 'Romeu e Julieta". Devido ao grande sucesso de público, “Romeu e Julieta” volta nos dias 30 de junho, 01 e 02 de julho

Dez mil pessoas viram “Romeu e Julieta” no Teatro Guaíra; peça volta ao palco em junho
Mais de 10 mil pessoas aplaudiram Romeu e Julieta, do Balé Guaíra e Orquestra Sinfônica Foto: Maringas Maciel/Teatro Guaíra
Publicado em 11/05/2023 às 11:26

A coreografia sincronizada de bailarinos e músicos emocionou mais de 10 mil pessoas em quatro noites de ingressos esgotados no Guairão no espetáculo ‘Romeu e Julieta”. Mais que números, o sucesso da primeira temporada da peça, que uniu o Balé Guaíra e a Orquestra Sinfônica do Paraná, dois grandes corpos artísticos públicos do Estado, foi sentido por aplausos calorosos, na interação e no reconhecimento do público.

Devido ao grande sucesso de público, balé e orquestra voltam ao palco do Guairão com “Romeu e Julieta” nos dias 30 de junho, 01 e 02 de julho. As vendas estão previstas para começar no dia 30 de maio, com anúncio pelas redes sociais e página oficial do Centro Cultural Teatro Guaíra.

“Luz, maquiagem, figurino, orquestra, tudo é perfeito. Não tenho palavras”, disse Sarah Elizama. Professora de música, ela já assistiu a outros espetáculos com a orquestra e o balé juntos, mas conta que, estudando teatro e dança, conseguiu ter um olhar bem apurado que revelou ainda mais beleza. “Estava tudo atrelado à incrível qualidade dos bailarinos e músicos. Um verdadeiro espetáculo”, disse.

Maravilhosa, inesquecível, fantástica foram definições usadas por seguidores das redes sociais do Centro Cultural Teatro Guaíra sobre as apresentações. “Fui duas vezes e iria mais se pudesse. Parecia um sonho”, disse uma seguidora. Houve outras manifestações entusiasmadas. “Ri e chorei na mesma intensidade” e “foi o primeiro balé que assisti e não vejo a hora de ver outros”.

A emoção também tomou conta de quem esteve no palco e nos bastidores. “Tenho a sensação de andar nas nuvens”, definiu o diretor do Balé Teatro Guaíra, Luiz Fernando Bongiovanni. Coreógrafo convidado em 2008 para a primeira montagem do clássico pela companhia do Teatro Guaíra e responsável pela coreografia deste ano, ele chegou a hesitar em retomar o espetáculo. “Mas, no final, quando vi em cena aquele figurino maravilhoso, o cenário e a iluminação atualizados e a reação calorosa do público, me convenci”.

“O Balé Guaíra tem conseguido algo muito importante, tanto em programas mais contemporâneos como mais tradicionais, que é atender sempre com excelência no horizonte”, comemorou Bongiovanni.

TURNÊS – Neste mês de maio, balé e orquestra iniciam turnês pelo Estado, separadamente. O diretor-presidente do Centro Cultural Teatro Guaíra, Cleverson Cavalheiro, explica que a circulação dos corpos artísticos está dentro do um plano do Governo do Estado democratizar a cultura.

“Estamos concretizando o desejo de levar o Guaíra para todos, com os espetáculos didáticos e com os espetáculos abertos ao público. É uma grande satisfação”, afirma. Embora não seja possível deslocar “Romeu e Julieta” do palco do Guaíra, pela complexidade e tamanho do cenário e figurino, o Balé Teatro Guaíra será protagonista de um grande movimento de democratização das artes no mês de maio.

O programa contemporâneo inclui “Piá”, de Alex Soares e “V.I.C.A.”, de Liliane de Grammont. As apresentações vão integrar a programação da 14ª Mostra Paranaense de Dança. A primeira cidade a receber a companhia será Ponta Grossa, nesta sexta-feira (05), com dois momentos: um ensaio didático para cerca de 300 crianças da rede pública de ensino e a apresentação gratuita e aberta ao público em geral, no Cine Teatro Ópera. Nas duas haverá acessibilidade, com libras e audiodescrição.

No domingo (07) é a vez de Guarapuava receber o balé no Teatro Municipal. Na sequência vem Campo Mourão (12), Foz do Iguaçu (14), Toledo (19), Dois Vizinhos (21), Apucarana (26) e Arapongas (28). Todas as apresentações são gratuitas.

Já a Orquestra Sinfônica do Paraná estará em Campina Grande do Sul no dia 17, com repertório para crianças, e dia 18, com repertório que vai mesclar música orquestral, em uma viagem pelo tempo, e música popular brasileira.

Tópicos