petição

Em dois requerimentos, a deputada Luciana Rafagnin (PT) pede mais proteção e segurança para a população paranaense

“Nosso papel é continuar insistindo em salvar vidas”, diz a parlamentar.

Em dois requerimentos, a deputada Luciana Rafagnin (PT) pede mais proteção e segurança para a população paranaense
"O custo para a nossa região com as perdas de vidas nas estradas é incalculável. Por isso, contamos com a boa vontade e o empenho do governo em proteger a população do Paraná e garantir mais segurança”, afirma a parlamentar. - Créditos:Valdir Amaral/ Alep
Publicado em 28/06/2023 às 10:50

Dois pedidos da deputada estadual Luciana Rafagnin (PT) foram protocolados na sessão desta terça-feira (27) na Assembleia Legislativa do Paraná para serem encaminhados ao Governo do Estado. No primeiro, a deputada pede à Secretaria de Segurança Pública (SESP) a destinação de uma viatura para a Delegacia da Mulher de Guarapuava, devidamente identificada para prestar atendimento pertinente à garantia dos direitos e proteção das mulheres da região.

Atualmente, a Delegacia da Mulher da 14ª Subdivisão Policial (SDP) atende os municípios de Guarapuava, Foz do Jordão, Candói, Turvo e Campina do Simão, que, juntos, correspondem a uma população de aproximadamente 230 mil pessoas. A falta de estrutura e de um veículo identificado para esse atendimento específico prejudicam o trabalho efetivo dos policiais lotados na Delegacia da Mulher. Recentemente, o governo do estado entregou 922 novas viaturas para a Polícia Civil do Paraná.

De acordo com dados levantados pela Coordenadoria Estadual da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do Tribunal de Justiça do Paraná – CEVID/TJPR, somente no ano de 2022 foram registrados 44.492 novos casos de violência doméstica contra as paranaenses e 201 casos de feminicídio. O ano passado ainda presenciou o aumento de 1.953 novos casos de violência doméstica em comparação com 2021, sem contar a subnotificação e o desestímulo da população em denunciar essas agressões, diante da falta de estrutura para o socorro às vítimas.

Redutor de velocidade

O segundo pedido protocolado pela deputada Luciana na Casa nesta semana diz respeito à necessidade de instalação de um redutor de velocidade na PR-566, próximo à comunidade de Nova Seção, no município de Francisco Beltrão. A solicitação, encaminhada ao Departamento de Estrada e Rodagem (DER), se deve ao grande número de acidentes graves e com vítimas fatais no trecho da rodovia que liga Beltrão a Itapejara D’Oeste.

Segundo levantamento anexado ao pedido, a deputada aponta ao menos dez notícias de acidentes nessa localidade de um ano para cá. Já em março do ano passado, a deputada Luciana solicitou, por meio de outro requerimento, estudo de viabilidade técnica para a duplicação da estrada ou implantação de marginais na PR-566, precisamente na ligação da PR-180 com a PR-562, na saída de Francisco Beltrão para Itapejara. “É crescente o fluxo de veículos na região, que tem presença de moradias urbanas nas margens da rodovia, onde acidentes são registrados com frequência”, comenta a deputada.

Na época, o DER Centro Sudoeste emitiu um despacho em resposta ao pedido da parlamentar, reconhecendo essa realidade, mas afirmando não haver recursos disponíveis naquele momento para viabilizar nem a implantação de marginais e nem a duplicação da rodovia. “Nosso papel é continuar insistindo em salvar vidas. O custo para a nossa região com as perdas de vidas nas estradas é incalculável. Por isso, contamos com a boa vontade e o empenho do governo em proteger a população do Paraná e garantir mais segurança”, conclui Luciana.