Projetos na Capital

Em quatro anos e meio, BRDE financia quase R$ 900 milhões em projetos na Grande Curitiba

De janeiro de 2019 a junho de 2023, foram 5.538 operações no Estado, totalizando R$ 5,2 bilhões. A Região Metropolitana de Curitiba abrange 17,1% dos valores totais contratados, o equivalente a R$ 894,5 milhões.

Em quatro anos e meio, BRDE financia quase R$ 900 milhões em projetos na Grande Curitiba
Foto: BRDE
Publicado em 14/07/2023 às 11:45

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul totalizou R$ 5,2 bilhões em contratações no Paraná de janeiro de 2019 até junho de 2023 – foram 5.538 operações no período. A Região Metropolitana de Curitiba (RMC) abrange 17,1% dos valores totais contratados, o equivalente a R$ 894,5 milhões.

As linhas mais utilizadas foram as do Programa BRDE de Produção e Consumo Sustentáveis, para projetos de agricultura sustentável, de energia limpa e renovável, gestão de resíduos e efluentes, cidades sustentáveis; do BNDES – Pequenas Empresas; e Caixa Econômica Federal – Pró-Transportes, voltado para projetos visam melhorar a mobilidade urbana.

“A diversificação de projetos e setores apoiados é a característica da carteira do BRDE nos municípios da RMC. Desde projetos sustentáveis no meio rural até empresas de alta tecnologia, passando por escolas, hospitais e associações”, explica o diretor do banco no Paraná, Wilson Bley Lipski. “O BRDE consegue dar resposta satisfatória e atender demandas de todos os segmentos. Ver o resultado positivo, por meio do desempenho dos empreendedores do Estado em seus negócios, ratifica nosso compromisso de promover o desenvolvimento social e econômico do Sul”.

Considerada uma das panificadoras mais tradicionais de Curitiba e a primeira da cidade a funcionar no modelo 24 horas nos 365 dias do ano, a Aquarius se incorporou à história do Bacacheri e foi uma das beneficiadas pelos financiamentos. Inaugurada em 1969, atende uma média de 30 mil clientes por mês.

A confeitaria também é conhecida pela sua variedade no cardápio, que conta com diversas opções de tortas, bolos, salgados, diversos tipos de pães, cafés, e até mesmo pizzas e hambúrgueres. E não para de criar novos produtos, o que mantém fiel a clientela e atrai novos consumidores.

Durante estes 54 anos de vida, o estabelecimento já passou por diversas mudanças e uma das mais recentes foi a instalação de um sistema gerador solar fotovoltaico e um grupo motor alternador, com o apoio do BRDE. “O nosso objetivo era gerar energia limpa, que faz parte das responsabilidades que a nossa empresa tem, além de promover a economia”, explica Suzana Silva, gerente-geral.

O contrato com banco foi enquadrado no Programa BRDE de Produção e Consumo Sustentáveis, com recursos da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD), que tem como objetivo investir em projetos sustentáveis ao redor do mundo.

Segundo Suzana, o BRDE teve um papel muito importante neste avanço. “Nós não teríamos como fazer este investimento à vista. Com as condições propostas pelo BRDE, o financiamento foi facilitado e o banco um parceiro fundamental neste projeto”, destaca a gerente.

De acordo com mapeamento da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica, o Paraná é o quarto estado com maior com maior potência instalada de geração própria de energia solar, com um total de 1,9 gigawatts instalados em telhados e pequenos terrenos espalhados em seus 399 municípios, com 218 mil consumidores desta energia.


RESULTADO RECENTE – Outro resultado recente emblemático do banco é que ele fechou o primeiro semestre de 2023 com R$ 2,133 bilhões em operações para novos investimentos em todos os três estados do Sul. No Paraná, as contratações alcançaram R$ 851 milhões, o que corresponde a 39,9% do valor total. O setor de comércio e serviços representou 39% do montante operado no Paraná. A indústria vem logo em seguida, com 26,5%.