Espetáculo

Espetáculo “A Aforista” fica em cartaz em Curitiba até o dia 30

As apresentações ocorrem no Teatro Zé Maria Santos (R. Treze de Maio, 655 – São Francisco), de quarta-feira a sábado, às 20h, e aos domingos, às 19h. Os ingressos estão disponíveis com valores entre R$ 15 (meia-entrada) e R$ 30 pelo Ticket Fácil ou na bilheteria oficial do Centro Cultural Teatro Guaíra.

Espetáculo “A Aforista” fica em cartaz em Curitiba até o dia 30
Após sucesso no Rio e em São Paulo, espetáculo “A Aforista” estreia em Curitiba.
Foto: Renato Mangolin
Publicado em 14/07/2023 às 9:00

Até o dia 30 de julho, Curitiba recebe o espetáculo “A Aforista”, do dramaturgo e diretor Marcos Damaceno (Prêmio Shell de dramaturgia por “Homem Ao Vento”). As apresentações ocorrem no Teatro Zé Maria Santos (R. Treze de Maio, 655 – São Francisco), de quarta-feira a sábado, às 20h, e aos domingos, às 19h. Os ingressos estão disponíveis com valores entre R$ 15 (meia-entrada) e R$ 30 pelo Ticket Fácil ou na bilheteria oficial do Centro Cultural Teatro Guaíra.

A peça traz à cena uma mulher, vivida por Rosana Stavis, apontada pela crítica especializada como uma das melhores atrizes do teatro brasileiro, caminhando sem parar em direção ao enterro de um antigo amigo da faculdade de música. Enquanto caminha, pensamentos acerca de sua própria vida e os caminhos escolhidos por ela e seus antigos amigos, todos “promessas da música”, lhe vêm à cabeça. Caminhos que vão da plenitude da realização ao fracasso fatal.

“É uma peça sobre as decisões que tomamos. Sobre as nossas escolhas, os caminhos que seguimos e onde eles nos levam. É também uma peça sobre nossos sonhos, nossos desejos, principalmente quando somos jovens, e de como lidamos com eles, com nossas frustrações e nossas insatisfações. Ela, a narradora, a aforista, está sempre pensando e andando. O pensamento é o lugar onde se passa a peça”, explica Damaceno.

“A Aforista” abre a mente da protagonista e discute confusões de linguagem, ritmos, excessos de informações, ansiedades e perturbações comuns da mente humana. Em uma arquitetura mental espiral, em que a personagem verbaliza um estado próximo ao devaneio e da loucura, os acontecimentos na peça tornam-se expansivos e contraditórios. No palco, a atriz Rosana Stavis é acompanhada por dois pianos tocados ao vivo por Sérgio Justen e Rodrigo Henrique, que duelam e dão o tom da narrativa com a trilha original criada pelo premiado compositor Gilson Fukushima. 

O espetáculo é o segundo de uma trilogia da Cia.Stavis-Damaceno. Aclamado pela crítica, o espetáculo estreou no Rio de Janeiro com sessões esgotadas, passando por São Paulo, Brasília, Belo Horizonte e, agora, em Curitiba. O projeto é realizado com recursos do Programa de Apoio e Incentivo à Cultura – Fundação Cultural de Curitiba e da Prefeitura Municipal de Curitiba, com incentivo da Ademicon Consórcio e Investimento.

Serviço:

Temporada em Curitiba: até 30 de julho

Quarta a sábado – 20h | Domingo – 19h.

Local: Teatro José Maria Santos (Rua Treze de Maio, 655 – São Francisco)

Ingressos: Pela Ticket Fácil ou na bilheteria oficial do Centro Cultural Teatro Guaíra.

Valores: R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia).

Classificação: 16 anos

Duração: 70′

Tópicos