mais médicos

Estado e Ministério da Saúde reforçam a municípios importância do Mais Médicos

Até o momento, das 327 vagas destinadas ao Paraná pelo programa do governo federal, 247 foram preenchidas e 82 estão em processo de ocupação. No total, 2.670 médicos se inscreveram para o programa. Ao todo, o Mais Médicos terá, até o fim de 2023, 15 mil novos médicos em todo País, totalizando 28 mil profissionais.

Estado e Ministério da Saúde reforçam a municípios importância do Mais Médicos
Foto: SESA-PR
Publicado em 25/07/2023 às 15:00

Em um esforço conjunto para garantir o acesso à saúde de qualidade e o atendimento médico adequado à população, o Governo do Estado do Paraná promoveu nesta terça-feira (25) uma reunião entre representantes de 326 municípios e autoridades do Ministério da Saúde. O encontro, que aconteceu de maneira presencial e por transmissão à distância, teve como objetivo reforçar a importância e a continuidade do Programa Mais Médicos, sobretudo pela ampliação do atendimento básico de saúde em regiões estratégicas.

Até o momento, das 327 vagas destinadas ao Paraná pelo programa do governo federal, 247 foram preenchidas e 82 estão em processo de ocupação. No total, 2.670 médicos se inscreveram para o programa. Ao todo, o Mais Médicos terá, até o fim de 2023, 15 mil novos médicos em todo País, totalizando 28 mil profissionais. 

De acordo com o Ministério da Saúde, o Mais Médicos tem como objetivo diminuir a carência de profissionais nas regiões prioritárias para o SUS, garantindo a diminuição das desigualdades regionais na área da saúde. Além disso, o programa também busca ampliar a inserção dos médicos em formação nas unidades de atendimento, aperfeiçoando sua atuação nas políticas públicas de saúde e na organização e no funcionamento do SUS.

“O governador Ratinho Junior tem uma sensibilidade especial pela saúde dos paranaenses e este programa é uma importante ferramenta para garantir o atendimento, sobretudo em áreas de maior escassez social. Ao longo dos últimos quatro anos, o Estado do Paraná investiu mais de R$ 2 bilhões na Atenção Primária em Saúde e acreditamos que toda parceria e iniciativa que aproxime os serviços de saúde das pessoas deve ser abraçada”, destacou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto.

Para a diretora de Apoio à Gestão da Atenção Primária do Ministério da Saúde, Luciana Maciel, o Paraná tem mostrado grande adesão ao programa, sobretudo na expansão de vagas. “De janeiro a junho, o Paraná apresentou um aumento de 41% de vagas ativas e autorizadas do Mais Médicos. Este é um número que demonstra o interesse do Estado em ampliar a linha de cuidado da Atenção Primária. O diálogo direto com os municípios também fortalece o esclarecimento de dúvidas e, principalmente, incentiva a promoção de mais acesso aos serviços”, avaliou a diretora.

O Ministério da Saúde também já anunciou a abertura de novos editais para profissionais e para adesão de municípios, com iniciativas como médicos para equipes de Consultório na Rua e população prisional, além de novas vagas para reposição nos territórios indígenas.