Destaque

Estudante de escola estadual em Curitiba representa o Paraná no concurso Jovem Senador

Aluna do Colégio Estadual Santa Cândida, em Curitiba, Roxanne tirou em primeiro lugar entre mais de 400 redações da rede estadual. O prêmio a habilita a passar quatro dias em Brasília, para vivenciar o processo de discussão e elaboração das leis do país.

Estudante de escola estadual em Curitiba representa o Paraná no concurso Jovem Senador
Estudante de Curitiba da rede estadual representa o Paraná no concurso Jovem Senador - Foto: Felipe Barboza - SEED/PR
Publicado em 28/06/2023 às 13:30

A estudante Roxanne Cristina Alves, de 16 anos, do Colégio Estadual Santa Cândida, em Curitiba, é vencedora pelo Paraná do programa Jovem Senador, realizado anualmente pelo Senado Federal em parceria com o Ministério da Educação. Roxanne conquistou o primeiro lugar entre as mais de 400 redações de alunos da rede estadual de ensino. O prêmio a habilita a passar quatro dias em Brasília, para vivenciar o processo de discussão e elaboração das leis do país, conforme a atuação dos senadores da República.

O resultado do concurso de redação do Jovem Senador 2023 foi anunciado no dia 15 de junho. Na última quarta-feira (21), a direção do Colégio Estadual Santa Cândida fez uma surpresa para a aluna, com a presença dos pais e de representantes da Secretaria de Estado da Educação (Seed-PR), responsável pela viabilização do concurso no Estado. A revelação da conquista do primeiro lugar foi feita diante da classe de Roxanne, que recebeu emocionada a notícia. Agora, ela vai participar da Semana de Vivência Legislativa, em Brasília, entre 21 e 25 de agosto, como representante do Paraná.

”Fui pega de surpresa. A gente sempre acha que vai ter alguém com um trabalho melhor que o nosso. Por isso, quando vi meus pais na porta da sala de aula, logo entendi que algo importante estava acontecendo”, conta, emocionada. Dedicada aos estudos e interessada em política, Roxanne participa do grupo de altas habilidades da escola, integrando a classe avançada em linguagem. “Agora na reta final do ensino médio, as aulas têm focado em redação e possíveis temas para o Enem. Com as discussões em sala e a constante produção de texto, não foi tão difícil encontrar subsídios para escrever sobre o tema do concurso, que foi Saúde Mental nas Escolas”, explica Roxanne.

Segundo a professora Alessandra Bordini, que assinou o trabalho da aluna como coordenadora, a surpresa com o resultado alcançou toda a comunidade escolar. “O resultado nos deixou emocionados e orgulhosos. Roxanne sempre demonstrou grande comprometimento com os estudos, portanto, a vitória no Jovem Senador é resultado de seu próprio engajamento durante as aulas”, afirma.

Para os estudantes que buscam conhecimento sobre a política brasileira e procuram se engajar em questões de interesse público, o Jovem Senador é uma oportunidade importante de vivências práticas e de contato direto com a rotina no centro legislativo do País. “O programa também é uma forma de incentivar a cidadania ativa e o protagonismo dos jovens, que futuramente estarão à frente da elaboração das leis e das decisões que regerão o funcionamento do País”, destaca Alessandra.

ORGULHO – Para Islane Cristina Alves, mãe de Roxanne, a premiação é motivo de orgulho na família. “Estamos muito felizes. Ver o talento para o qual ela se dedica tanto florescer e ser reconhecido na sede do poder do Brasil, nos enche de alegria e gratidão”, revela. Joacil Alves, pai da jovem, conta que a inclinação de Roxanne para a política já vem de casa. “É comum conversarmos sobre isso. Com base nas notícias e nas principais questões sociais em voga, Roxanne sempre tem opinião e pensa em soluções práticas, por isso acreditamos que essa experiência será de grande proveito para ela que, quem sabe um dia vire senadora”, brinca.

SOBRE O PROGRAMA – O Programa Senado Jovem Brasileiro, criado por meio da Resolução 42/2010, engloba o Projeto Jovem Senador e o Concurso de Redação do Senado Federal.  O nome Jovem Senador é utilizado para referir-se ao conjunto das atividades do programa.

O Jovem Senador é realizado anualmente e proporciona aos estudantes do ensino médio das escolas públicas estaduais e do Distrito Federal, de até 19 anos, conhecimento acerca da estrutura e do funcionamento do Poder Legislativo no Brasil. A cada ano é proposto um tema de redação como forma de ingresso. Os temas sempre abordam tópicos de civismo, questões sociais e convidam à reflexão sobre o exercício da cidadania. Os autores das 27 melhores redações — um de cada estado e do Distrito Federal — são automaticamente selecionados para vivenciar, em Brasília, o processo de discussão e elaboração das leis do país, conforme a atuação dos senadores da República.

A legislatura tem duração de quatro dias e inicia-se com a posse dos jovens senadores e a eleição da Mesa. Os trabalhos são encerrados com a aprovação dos projetos e a consequente publicação no Diário do Senado Federal.

Para participar, as instituições de ensino são convidadas a promover um concurso de redação interno entre os alunos com o tema anual e enviar o melhor texto à correspondente Secretaria de Educação. A secretaria selecionará três redações para representar o estado na etapa nacional. No Senado Federal, comissões julgadoras são formadas para classificar os textos de cada um dos estados e do Distrito Federal e também o primeiro, o segundo e o terceiro colocados nacionais.

O projeto conta com a parceria do Ministério da Educação (MEC), do Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed) e o apoio das secretarias de Educação dos estados e do Distrito Federal.