economia

IDR-Paraná promove a Semana das Energias Renováveis

Energia renovável pode ser uma alternativa para diminuir custos com energia elétrica

IDR-Paraná promove a Semana das Energias Renováveis
Foto: IDR Paraná
Publicado em 21/06/2023 às 10:55

Os custos com a energia elétrica podem prejudicar ou até inviabilizar algumas atividades agropecuárias. Para incentivar a busca de alternativas para geração própria de energia, o IDR-Paraná (Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná-Iapar-Emater), em parceria com instituições financeiras e diversas entidades realizam a segunda Semana das Energias Renováveis, de 26 a 30 deste mês.

O objetivo é sensibilizar e mobilizar produtores rurais, agroindústrias, empresas integradoras e cooperativas agropecuárias a aderirem ao RenovaPR, programa do estado que facilita a instalação de sistemas de energia foltovoltaica e biogás/biometano. Ao longo da semana serão realizadas reuniões técnicas em diferentes locais, com a apresentação de casos de sucesso e demonstração das vantagens dos sistemas de geração própria de energia. Representantes de agentes financeiros, empresas e o do IDR-Paraná estão unidos em uma força-tarefa para divulgar essas novas tecnologias junto aos produtores rurais.

De acordo com o coordenador do programa Herlon Goelzer de Almeida esta semana foi escolhida porque coincide com o anúncio do plano safra 2023 que será feito pelo Governo Federal “Queremos que àqueles agricultores que ainda não possuem sistema para geração própria de energia aproveite este mutirão que estamos organizando para se informar sobre o Programa RenovaPR. A partir de julho o governo federal deve disponibilizar recursos financeiros e será uma boa oportunidade”, afirma Herlon.

O programa –  O RenovaPR está aberto aos produtores interessados tanto na instalação de unidades solar fotovoltaicas quanto de biodigestores que transformam a biomassa em energia. Para dar andamento ao projeto, o produtor precisa buscar informação nos escritórios do IDR-Paraná.

Após 22 meses da sua criação, o RenovaPR se aproxima de R$ 1,1 bilhão liberados em 5.812 projetos acatados pelo IDR-Paraná, sendo 5.768 de energia solar e 44 de biogás e biometano. O programa também impulsionou a geração própria de energia no estado e colocou o Paraná na 2º em segundo lugar no Brasil em geração distribuída no meio rural. com uma potência instalada de 560 MegaWatts (MW), atrás apenas do estado de Minas Girais, que tem 668 MW de capacidade. Também posicionou o estado em 4º lugar no âmbito geral. Os sistemas de Geração Distribuída já estão presentes nos 399 municípios paranaenses e somam potência instalada de 2 GigaWatts (GW), o equivalente a 9,5% de tudo o que é produzido no Brasil. 

Retorno – O coordenador estadual do RenovaPR, Herlon Goelzer de Almeida conta que, em geral, o tempo de retorno sobre o capital investido em energia solar é de 42 meses. Já para o Biogás é de 6 a 12 meses para a geração térmica e em até 48 meses para geração de energia elétrica. Ele lembra ainda que, como as linhas de crédito rural são de 60 a 120 meses, com média de 72 meses, o retorno sobre o capital investido é conseguido muito antes do vencimento dos prazos dos financiamentos.

Para saber a programação da Semana das Energias Renováveis na sua cidade basta procurar pelo escritório municipal do IDR-Paraná.