educação ambiental

Jornada de educação ambiental capacita profissionais da rede estadual de ensino

A capacitação é voltada para professores, pedagogos e demais profissionais da educação, sendo também aberta para participação de toda a comunidade.

Jornada de educação ambiental capacita profissionais da rede estadual de ensino
capacitação é voltada para professores, pedagogos e demais profissionais da educação -
Publicado em 27/06/2023 às 15:20

Com o objetivo de divulgar e promover as diretrizes do Programa Estadual de Educação Ambiental do Paraná (Peea) nas escolas, a Jornada de Educação Ambiental, promovida pela Secretaria de Estado da Educação (Seed) acontece nos dias 26, 27 e 30 de junho, com continuação em 03 e 04 de julho. A capacitação é voltada para professores, pedagogos e demais profissionais, sendo também aberta para participação de toda a comunidade.

Os módulos englobam diferentes temas envolvendo a educação ambiental, totalizando 16 horas de certificação. Esta é a primeira edição da jornada, que conta com 170 inscritos, entre educadores e colaboradores da rede estadual de ensino. O objetivo é preparar os profissionais da rede estadual a aplicarem, em sala de aula, as estratégias presentes no Peea, que prevê a inclusão da educação ambiental nas atividades escolares em todos os níveis e modalidades de ensino, com foco na sustentabilidade, fortalecendo o papel da escola como espaço educador cada vez mais sustentável.

“O Programa Estadual de Educação Ambiental será a principal ferramenta para a capacitação dos profissionais, no sentido de dar oportunidades a debates e implementar atividades voltadas à Educação Ambiental nas escolas da rede estadual. Para isso, contaremos com a orientação de professores e educadores que já vêm implementando ações práticas nas instituições nas quais atuam”, ressalta Maria Cristina Bittencourt, coordenadora do grupo de trabalho do Peea.

Em formato 100% online, a jornada inclui temas como Educação Ambiental Formal e Educação Ambiental Não Formal, além de palestras sobre ações práticas como o cultivo de Plantas Alimentícias Não Convencionais (Pancs), Educação Ambiental e Esportes de Aventura, Mudanças Climáticas e Emergências Humanitárias.

Juliana Guimarães, professora do Colégio Estadual João XXIII, no município de Clevelândia, no Sudoeste do Estado, é uma das palestrantes. Responsável pela apresentação de um projeto de iniciativa própria, ela orientará os participantes sobre os primeiros passos para cultivar uma horta de Pancs.

“Começamos o projeto com dez turmas do ensino médio, já no ano passado. Coletamos plantas comestíveis ou medicinais como dente-de-leão, azedinha, coração de bananeira e amor perfeito. Depois plantamos essas primeiras amostras no terreno da própria escola e realizamos receitas com essas plantas”, diz.

Segundo Juliana, a ideia fez sucesso e o tema foi incluído na grade do sistema curricular eletivo da escola. “O plano é que a produção aumente a ponto de podermos incluir alguns desses alimentos na merenda”, afirma.

“A partilha de conhecimentos e experiências com nossos colegas e alunos tem papel importante na influência positiva entre as famílias, amigos e a comunidade em geral. Lembremos que o meio ambiente é o legado que deixaremos para as futuras gerações e é nossa responsabilidade preparar os nossos jovens para enfrentar os desafios ambientais que herdarão, além de capacitá-los a serem agentes ativos na construção de um futuro mais sustentável e equilibrado”, acrescenta Maria Cristina.

LEGISLAÇÃO – O Programa Estadual de Educação Ambiental (Peea) foi instituído pelo Decreto nº 11.300/2022, alinhado à Política Estadual de Educação Ambiental. O normativo estabelece diretrizes, princípios e objetivos para o programa como instrumento de políticas públicas na educação formal e não formal do Paraná, na área ambiental.

Além da Seed, integram o grupo de órgãos gestores da Educação Ambiental do Paraná as secretarias estaduais do Desenvolvimento Sustentável (Sedest); da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (Seti); da Agricultura e do Abastecimento (Seab); e da Saúde (Sesa). As secretarias atuam em conjunto para a viabilização do Peea e articulação de projetos, inclusive no âmbito do Plano Plurianual (PPA), da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e da Lei Orçamentária Anual (LOA).