Entrada no Mercado de Trabalho

Nova parceria vai ampliar chances de emprego para jovens que estudam na rede estadual

Na primeira etapa, 35 colégios estaduais, divididos entre núcleos regionais de educação de Curitiba, Região Metropolitana (RMC) e Litoral, vão trabalhar em parceria com a rede Sine para facilitar o encaminhamento ao mercado de trabalho, seja com estágio ou uma vaga formal. Logo em seguida o projeto vai migrar para o Interior.

Nova parceria vai ampliar chances de emprego para jovens que estudam na rede estadual
Foto: Luiz Fernando Povidaiko
Publicado em 26/07/2023 às 9:30

A Secretaria do Trabalho, Qualificação e Renda e a Secretaria de Educação assinaram nesta terça-feira (25) um Termo de Cooperação Técnica para a execução do projeto Aluno de Sucesso. Na primeira etapa, 35 colégios estaduais, divididos entre núcleos regionais de educação de Curitiba, Região Metropolitana (RMC) e Litoral, vão trabalhar em parceria com a rede Sine para facilitar o encaminhamento ao mercado de trabalho, seja com estágio ou uma vaga formal. Logo em seguida o projeto vai migrar para o Interior.

A meta é encaminhar três mil alunos da Rede Pública de Estadual às vagas de emprego e aprendizagem intermediadas pelas Agências do Trabalhador do Paraná já no primeiro ano de projeto. Estão previstos, dentro desse projeto, vagas para alunos participarem de cursos de capacitação e qualificação profissional, criando uma ponte com o mercado de trabalho. 

O secretário de Trabalho, Qualificação e Renda, Mauro Moraes, explica que o objetivo central é encurtar a distância entre a conclusão dos estudos e o primeiro emprego de jovens. “O projeto incentiva e viabiliza o acesso de jovens ao mundo do trabalho formal por intermédio do Sistema Público de Emprego. É uma grande ação de fomento à empregabilidade e geração de renda, com impacto sobre inúmeras famílias”, ressaltou.

“Programas que possibilitam a transição mais suave e eficiente dos jovens à vida profissional são fundamentais diante de um mercado de trabalho cada vez mais competitivo. Por isso, oportunidades como essa, oferecidas aos alunos, ainda em idade estudantil, fomentam a formação de uma força de trabalho qualificada e dinâmica para enfrentar os desafios do futuro”, destacou Roni Miranda. 

De janeiro a junho de 2023, o Paraná colocou 36.098 jovens entre 18 e 29 anos no mercado de trabalho, permanecendo em primeiro lugar no ranking nacional de contratos intermediados pelas Agências do Trabalhador. O desempenho do Estado nos seis primeiros meses do ano também representa um crescimento de 20,39% em relação ao mesmo período de 2022, quando 29.984 pessoas dentro deste recorte etário conseguiram um emprego por intermédio das Agências do Trabalhador e postos avançados de atendimento.