força de trabalho

Paraná foi o estado que mais colocou mulheres no mercado de trabalho pela rede Sine em maio

Foram 5.379 trabalhadoras colocadas em vagas de emprego intermediadas pelas Agências do Trabalhador do Estado – 35,5% do total do Brasil e 125% a mais que o segundo colocado, o estado de São Paulo. Em relação a maio de 2022, o crescimento foi de 27,52%.

Paraná foi o estado que mais colocou mulheres no mercado de trabalho pela rede Sine em maio
Com 5,3 mil colocações na rede Sine, Paraná liderou geração de empregos para mulheres em maio Foto: José Fernando - Ogura/Arquivo AEN
Publicado em 23/06/2023 às 9:40

As Agências do Trabalhador do Paraná colocaram no mercado de trabalho 5.379 mulheres via rede Sine em maio deste ano. O desempenho mostra aumento de 27,52% em comparação ao mesmo mês de 2022, com 4.218 postos de trabalho com carteira assinada, e de 52,38% na comparação com 2021 (3.530).

O número de mulheres empregadas em maio representa 35,5% dos 15.150 vagas ocupadas por elas em todo o País neste período via rede Sine nacional, desempenho que coloca o Paraná no topo do ranking dos estados. Foram 125,06% mais mulheres que o segundo colocado, o estado de São Paulo, que registrou no mesmo período 2.390 colocações dentro deste recorte; e 163,29% acima do Ceará, em terceiro lugar, com 2.043 vagas ocupadas por mulheres.

No comparativo entre os estados da região Sul, o Paraná empregou 344,18% mais mulheres que o Rio Grande do Sul (1.211) e 1.390,03% a mais que Santa Catarina (361) nas Agências do Trabalhador.

Para o secretário estadual do Trabalho, Qualificação e Renda, Mauro Moraes, o número de mulheres encaixadas em vagas de emprego via Agências do Trabalhador acompanha a liderança do Estado no ranking geral de empregabilidade via rede Sine. “A participação das mulheres no mercado de trabalho vem aumentando significativamente na maioria dos segmentos da economia, fruto da competência delas no ambiente corporativo e a disposição em buscar melhores condições econômicas para a família”, pontua.

Ele lembra que o Paraná manteve a primeira colocação nacional também em empregos para jovens via Agências do Trabalhador e postos de atendimento. Em maio, foram 6.479 trabalhadores entre 18 e 29 anos colocados formalmente no mercado através da rede Sine estadual.

No ranking geral de colocados, abrangendo todos os grupos de trabalhadores, o Paraná registrou 12.431 contratos de trabalho intermediados pelas Agências do Trabalhador em maio. O número representa 30,66% do total de 40.549 vagas formais preenchidas através do sistema no Brasil.

Do total de 12.297 pessoas colocadas no mercado de trabalho via Agências do Trabalhador e postos avançados de atendimento no Paraná no mês passado, 43,74% são mulheres. Em 2022, elas foram responsáveis por 56,86% de todas as 118.149 colocações com carteira assinada registradas no Estado durante o ano, conforme dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados).

Confira a  tabela de inserção de mulheres em maio  nas Agências do Trabalhador.