Mercado de Trabalho

Paraná lidera contratação de jovens de 18 a 29 anos entre estados do Sul de janeiro a maio

Foi o quarto melhor resultado do País no período, atrás apenas de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro. A participação do Paraná no saldo de empregos ocupados por jovens representou 39,04% de todos os encaixes dentro deste recorte etário no Sul do País.

Paraná lidera contratação de jovens de 18 a 29 anos entre estados do Sul de janeiro a maio

Foto Gilson Abreu/AEN
Publicado em 04/07/2023 às 10:15

O Paraná encerrou os cinco primeiros meses do ano (janeiro a maio) com um saldo positivo de 39.839 jovens entre 18 e 29 anos empregados com carteira assinada, ocupando o primeiro lugar entre os estados do Sul, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Foi o quarto melhor resultado do País no período, atrás apenas de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro. 

A participação do Paraná no saldo de empregos ocupados por jovens representou 39,04% de todos os encaixes dentro deste recorte etário no Sul do País. Santa Catarina, segundo colocado, registrou 32.806 vagas de trabalho preenchidas por jovens, enquanto o Rio Grande do Sul encerrou o período com 29.400 colocações de pessoas entre 18 e 29 anos. 

As áreas que mais contrataram trabalhadores nesta faixa etária foram as de serviços de produção e bens de serviços industriais (13.110), funções técnicas com exigência de nível médio (6.660) e serviços administrativos (6.229). 

O Paraná também encerrou o mês de maio com um saldo positivo, dessa vez de 6.157 novos jovens empregados com carteira assinada, ocupando o primeiro lugar entre os estados do Sul, conforme o Caged. O Paraná também teve o melhor desempenho da região Sul em todas as faixas etárias em maio (7.785).

A participação do Paraná no saldo de empregos ocupados por jovens representou, em maio, 49,25% de todos os encaixes dentro deste recorte etário no Sul do País. Nacionalmente, foi o sexto melhor resultado.

As áreas que mais contrataram trabalhadores nesta faixa etária durante o mês de maio foram as de serviços de produção e bens de serviços industriais (2.662), comércio (937), funções técnicas com exigência de nível médio (813), ciências e artes (753) e serviços administrativos (722). 

Para o secretário de Estado do Trabalho, Qualificação e Renda, Mauro Moraes, o desempenho do Paraná no ranking é resultado de uma série de medidas adotadas pelo Governo do Estado para a inserção da juventude no mercado de trabalho, em especial a oferta de cursos gratuito para qualificar a mão de obra de jovens trabalhadores.

“O Paraná disponibiliza programas de qualificação para que o jovem inicie uma carreira profissional ou se especialize em alguma tarefa com grande demanda dentro do mercado”, comentou. “Projetos como Carretas do Conhecimento e Qualifica Paraná, ambos em parceria com o Senai, oferecem formação para o preenchimento de vagas de emprego nos mais diversos setores da economia”.

O secretário destaca ainda que estão avançadas as negociações com novos parceiros para a oferta de bolsas de estudos para alunos matriculados em cursos de qualificação profissional no Paraná. “O pagamento de bolsa será um grande diferencial para aumentar ainda mais a participação de jovens no mercado de trabalho, uma vez que os recursos serão empregados no custeio de transporte e alimentação dos alunos. Isso certamente elevará o número de vagas, e, consequentemente, da procura por parte desses profissionais”, pontuou.

CAGED EM 2023 – O Paraná teve o melhor desempenho da região Sul na geração de empregos nos primeiros cinco meses do ano. Entre janeiro e maio, foram abertas 62.923 novas vagas com carteira assinada no Estado, acima de Santa Catarina (59.372) e Rio Grande do Sul (53.028) e mais do que todos os sete estados da região Norte, que abriram 45.399 novos postos de trabalho. Mais da metade dos novos postos veio do setor de serviços, que respondeu por 35.870 das vagas abertas nos primeiros cinco meses. Na sequência estão a indústria (10.948), construção (9.734), comércio (3.231) e agropecuária (3.140).

Confira o relatório de maio criado pela Secretaria de Estado do Trabalho, Qualificação e Renda.

Confira o relatório dos cinco primeiros meses criado pela Secretaria de Estado do Trabalho, Qualificação e Renda.