Inovação

Paraná sedia lançamento de plataforma global sobre combate às mudanças climáticas

Em evento em Foz do Iguaçu foi lançado ClimateScanner 1.0, ferramenta de avaliação das ações governamentais de combate às mudanças do clima. Projeto é uma iniciativa global que irá coletar, consolidar e dar publicidade aos dados sobre ações relacionadas ao tema.

Paraná sedia lançamento de plataforma global sobre combate às mudanças climáticas
Paraná sedia lançamento de plataforma de avaliação de ações de combate às mudanças climáticas
Foto: Jean Pavão
Publicado em 19/07/2023 às 9:30

O Paraná foi escolhido pelo Tribunal de Contas da União (TCU) para ser sede do lançamento do ClimateScanner 1.0, ferramenta de avaliação das ações governamentais de combate às mudanças climáticas. Nesta segunda-feira (17), reuniram-se em Foz do Iguaçu representantes de instituições superiores de controle (ISC) de nove países. O governador Carlos Massa Ratinho Junior foi representado pela controladora-geral do Estado, Luciana Silva Azevedo.

O ClimateScanner é uma plataforma online em desenvolvimento, criada para que as instituições de controle avaliem e monitorem as ações dos governos para enfrentar as mudanças climáticas. O projeto é uma iniciativa global que irá coletar, consolidar e dar publicidade aos dados sobre ações relacionadas às mudanças do clima. O trabalho é divido em três eixos: governança, financiamento e políticas públicas relacionadas ao clima.

Ao todo, 18 países estão envolvidos na elaboração do ClimateScanner. O projeto foi lançado em 2022, durante a XXIV Assembleia-Geral das Instituições Superiores de Controle (Incosai), no Rio de Janeiro. Até 2024, os participantes vão avaliar as informações obtidas; consolidar os dados produzidos; e comunicar as informações relevantes em linguagem de fácil compreensão.

A partir dessas etapas, os países produzirão avaliações padronizadas, que irão retratar a atuação dos governos nas questões climáticas em nível nacional. Com isso, será possível dar suporte à tomada de decisões a partir da elaboração de projetos estratégicos. Em seguida, os resultados serão consolidados em um panorama global, identificando as principais forças e desafios dos países do mundo em relação ao combate às mudanças climáticas.

O encontro em Foz do Iguaçu marca a apresentação da primeira versão do ClimateScanner 1.0. Ao longo de 2023, o TCU irá promover o piloto. O treinamento para o grupo executivo das instituições superiores de controle será feito em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O presidente do Tribunal de Contas, ministro Bruno Dantas, fez a abertura do encontro. “Os governos nacionais desempenham papel proeminente na criação e implementação de estratégias para o clima, por meio da alocação de recursos e da formulação e implementação de políticas públicas”, afirmou.

Luciana Azevedo enfatizou que o Paraná acredita no desenvolvimento econômico e na sustentabilidade. “No Dia do Meio Ambiente, o governador Ratinho Junior reativou o Fórum Paranaense de Mudanças Climáticas e anunciou outras ações de proteção a biomas e espécies do Paraná”, destacou a controladora-geral.


PRESENÇAS – Participaram do encontro o secretário nacional do Meio Ambiente Urbano e Qualidade Ambiental, Adalberto Maluf; a diretora do Departamento de Justiça Climática, Suliete Baré, que representou o Ministério dos Povos Indígenas; o presidente da Confederação Nacional do Transporte (CNT), Vander Costa; a gerente da Petrobras, Georgia Romeiro; o diretor-geral da Itaipu Binacional, Enio Verri; e o chefe do Parque Nacional do Iguaçu, José Ulisses dos Santos, representando o ICMBio. Representando as instituições superiores de controle internacionais, compareceram os chefes dos grupos executivos da Argentina, Canadá, Emirados Árabes Unidos, Estados Unidos, Índia, Maldivas, Marrocos, Paraguai e Quênia.