Parceiros

Parceria da Polícia Penal e Tecpar vai garantir qualidade em compras de produtos e serviços

Pelo convênio firmado entre as duas instituições, o órgão responsável pelo sistema prisional do Estado passará a contar com apoio do Instituto de Tecnologia do Paraná para elaboração de termos de referência que permitam exigir qualidade de produtos e serviços e, assim, garantir cuidado com o dinheiro público.

Parceria da Polícia Penal e Tecpar vai garantir qualidade em compras de produtos e serviços
Protocolo de intenções que une necessidades da Polícia Penal do Paraná a tecnologias de ponta do Tecpar é assinado - Foto: Polícia Penal do Paraná
Publicado em 23/06/2023 às 10:50

A Polícia Penal do Paraná (PPPR) firmou parceria com o Instituto de Tecnologia do Paraná (Tecpar) para uso de soluções tecnológicas e certificações de qualidade de produtos e serviços que atendam as necessidades do órgão, que é responsável pelo sistema prisional do Estado. O protocolo foi assinado nesta quinta-feira (22) pelo diretor-geral da PPPR, Osvaldo Messias Machado, e o diretor-presidente do Tecpar, Celso Romero Kloss.

Também participaram da reunião o secretário estadual de Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Aldo Bona, e o diretor-adjunto da PPPR, Maurício Ferracini.

No encontro, foi enfatizado que o Tecpar, com 83 anos de experiência em tecnologia e inovação e é referência nacional em controle de qualidade. Nesta parceria, o Instituto poderá apoiar a PPPR em diversas demandas, principalmente na elaboração de termos de referências que permitam exigir qualidade de produtos e serviços e, assim, garantir cuidado com o dinheiro público e com os materiais que forem adquiridos.

“A estrutura atual da Polícia Penal conta com mais de 120 estabelecimentos prisionais que envolvem contratos de toda ordem, desde a compra de alimentos até o recebimento nas unidades penais de grande porte. Ter ao nosso lado um Instituto do porte do Tecpar, que é uma referência estadual e nacional em termos de controle de qualidade, é muito importante”, afirmou Maurício Ferracini. “Esta assinatura de convênio simboliza uma série de benefícios para a população paranaense”.

Segundo ele, todo tipo de produtos e materiais que a Polícia Penal utiliza, pela complexidade de sua estrutura, é sempre em grande quantidade. “Contar com essa ferramenta de apoio do Tecpar significa mais economia, menos aditivos desnecessários, menos prorrogações de contratos. Isso tudo vem ao encontro do objetivo do Governo do Paraná, que é tornar o serviço público mais eficiente ao cidadão paranaense”, destacou Ferracini.

O Instituto de Tecnologia do Paraná pode oferecer, por meio de seu Centro de Tecnologia dos Materiais, análises laboratoriais de materiais metálicos e de tintas, além de apoio tecnológico para verificação de painéis solares. O diretor-presidente do Tecpar, Celso Romero Kloss, destaca que o complexo laboratorial do instituto e seu corpo técnico podem apoiar tanto com as análises laboratoriais dos produtos já adquiridos como também para a compra de novos materiais.

“O Tecpar tem expertise, possui um centro tecnológico dedicado à avaliação de materiais e ao estudo de novas tecnologias. Nosso complexo laboratorial pode realizar o controle de qualidade dos itens usados pela Polícia Penal, também com apoio na construção dos termos com critérios mais rígidos para a hora das licitações”, explicou Kloss.

PRESENÇA – Participaram da reunião, realizada na sede do Tecpar, pela PPPR, o chefe de gabinete, Diego Piotrowski Machado; o diretor administrativo, Edílson Pereira Spósito; o diretor de Tecnologia de Informação, Saulo Roberto da Silva. Pelo Tecpar, o diretor de Tecnologia e Inovação, Carlos Gomes Pessoa; o diretor de Novos Negócios e Relações Institucionais, Lindolfo Luiz Silva Junior; o diretor industrial da saúde, Iram de Rezende; a procuradora jurídica Adrianne Correia Pereira; o analista de Desenvolvimento Tecnológico, Fábio Schvenger, e o superintendente da Federação das Associações de Micro e Pequenas Empresas e Empreendedores Individuais do Paraná (Fampepar), Eduardo Knechtel.