7 anos servindo a população

Polícia Civil do Paraná comemora sete anos do Grupamento de Operações Aéreas

Em 2022, houve 539 voos em apoio às operações da própria instituição e da Polícia Federal, além do transporte de órgãos, em conjunto com a Divisão de Transporte Aéreo da Casa Militar do Governo do Estado.

Polícia Civil do Paraná comemora sete anos do Grupamento de Operações Aéreas
PCPR comemora sete anos do Grupamento de Operações Aéreas
Foto: PCPR
Publicado em 10/07/2023 às 14:00

A Polícia Civil do Paraná (PCPR) comemorou neste mês sete anos de criação do Grupamento de Operações Aéreas (GOA), que realiza voos de policiamento de repressão qualificada. Durante os últimos sete anos, o grupamento possibilitou que a PCPR expandisse a sua atuação através do reforço aéreo, participando de operações exclusivas e programadas para cumprimento de mandados por todo o Paraná.

Em 2022, houve 539 voos em apoio às operações da própria instituição e da Polícia Federal, além do transporte de órgãos, em conjunto com a Divisão de Transporte Aéreo da Casa Militar do Governo do Estado. Em 2021, foram 386 missões contabilizadas, ou seja, houve aumento de 39,6% no número de missões realizadas na comparação com o ano anterior.

O delegado da PCPR e chefe do GOA, Renato Coelho de Jesus, conta que o grupamento de operações aéreas tem realizado inúmeros apoios às unidades de execução da polícia judiciária. “Conseguimos, através das aeronaves, prestar apoio no cumprimento de mandados de busca e apreensão, mandados de prisão, perseguições policiais e outras diversas atividades fins da Polícia Civil. É um recurso extremamente ágil que possibilita imediato cumprimento de medidas por parte das autoridades policiais”, afirma.

Desde que iniciou os trabalhos, em 2016, a unidade dispõe de dois helicópteros R44, um helicóptero Bell 407, um avião Beecheraft modelo Baron B58 e um helicóptero Eurocopter AS 350, locado. Atualmente, o GOA conta com três comandantes, cinco copilotos e três operadores aerotáticos para os helicópteros. Além deles, são mais dois copilotos em ascensão para comandantes de aeronave de asa fixa (avião).