Segurança na Fronteira

Polícia Militar participa do lançamento da segunda fase da Operação Fronteiras e Divisas Integradas

No Paraná, a operação terá ênfase especialmente no combate ao tráfico de armas, drogas, contrabando, descaminho, roubo e furto de cargas, atividades de roubos a estabelecimentos bancários e ações de “novo cangaço”, bem como de outros delitos relacionados à realidade das regiões de fronteira com outros países e nas divisas com outros estados.

Polícia Militar participa do lançamento da segunda fase da Operação Fronteiras e Divisas Integradas
Foto: Polícia Militar do Paraná
Publicado em 21/07/2023 às 14:15

A Polícia Militar do Paraná (PMPR) participou, nesta quinta-feira (20), do lançamento da segunda fase da Operação Fronteiras e Divisas Integradas, realizado em Santos, no Estado de São Paulo.

A operação é priorizada pelo Governos dos Estados do Paraná, São Paulo, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul, por meio das Secretarias Estaduais de Segurança Pública, nas regiões de divisas de estados e fronteiras com outros países.

No Paraná, a operação terá ênfase especialmente no combate ao tráfico de armas, drogas, contrabando, descaminho, roubo e furto de cargas, atividades de roubos a estabelecimentos bancários e ações de “novo cangaço”, bem como de outros delitos relacionados à realidade das regiões de fronteira com outros países e nas divisas com outros estados.

Desta forma, as forças de segurança reforçarão as ações preventivas e repressivas por meio de patrulhamento tático, bloqueios táticos, saturações de áreas, cumprimento de mandados, abordagens policiais, fiscalizações de veículos e pessoas que circulam nas principais rodovias, estradas rurais, vias urbanas e áreas de maior circulação de pessoas e de maior incidência criminal.

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Jefferson da Silva, ressaltou que a integração entre as forças de segurança dos estados participantes facilita o combate ao crime organizado.

“Com essa integração, conseguimos mapear mais rapidamente os trajetos feitos pelos criminosos e isso possibilita uma ação mais rápida das forças policiais combatendo, principalmente, o tráfico de drogas e armas”, frisou o comandante-geral da PMPR.

Cerca de sete mil policiais fiscalizarão 128 pontos terrestres, marítimos e aéreos nas divisas e fronteiras com o objetivo de combater diversos tipos de crimes. Cerca de 2,5 mil viaturas, 31 embarcações e 13 aeronaves estão fornecendo apoio nos cinco estados.

INTEGRAÇÃO – A coordenação operacional é da Segurança Pública do Paraná (SESP), por meio da Coordenação de Operações Integradas de Segurança Pública (COISP). Pela SESP, as instituições participantes serão as polícias Militar, Civil, Científica e Penal, que atuarão em parceria com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Receita Federal.

A Polícia Científica dispo