INFRAESTRUTURA

Ponte histórica entre a Lapa e Campo do Tenente terá tráfego liberado na segunda-feira

Ponte metálica sobre o Rio da Várzea, na PR-427, já está com novo gradil metálico para passagem de veículos. Demais serviços serão concluídos até o final do mês.

Ponte histórica entre a Lapa e Campo do Tenente terá tráfego liberado na segunda-feira
Ponte do Rio da Várzea instalação de defensas
Foto: DER
Publicado em 10/07/2023 às 10:10

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR), autarquia da Secretaria de Infraestrutura e Logística, vai liberar o tráfego de veículos na ponte sobre o Rio da Várzea, na PR-427, entre a Lapa (Região Metropolitana de Curitiba) e Campo do Tenente (Sul), na segunda-feira (10), às 13h.

A obra de arte especial atualmente está na etapa final de uma reforma em suas estruturas metálicas e de concreto, visando garantir mais segurança ao usuário e mais décadas de utilização – é uma ponte centenária.

Levando em consideração as suas características, poderão circular sobre ela veículos de passeio e veículos pesados com no máximo 5 metros de altura, 3,3 metros de largura e 45 toneladas.

Nesta semana foi finalizada a instalação do novo gradil metálico no tabuleiro, substituindo as antigas placas de concreto, e estão sendo instaladas as defensas metálicas. Após a liberação do tráfego, os trabalhos prosseguem, concentrados na nova passarela de pedestres, sinalização e pintura, entre outros, com conclusão total até o final do mês.

A obra incluiu também a limpeza e tratamento de todos os elementos metálicos em não conformidade; novas lajes de transferência em ambos os lados da ponte, bem como novo pórticos de proteção em suas entradas; e tratamento da coluna inferior e da coluna central, todos já executados. O investimento é de R$ 3.911.083,31.

HISTÓRICA – A ponte tem 152,95 metros de extensão e largura de apenas 5,24 metros, que incluem passarela para pedestres e pista única. Histórica e centenária, a estrutura era utilizada como linha férrea até o início dos anos 60. Após a alteração do traçado da estrada de ferro, ela teve seus trilhos retirados e foi adaptada para ser incorporada à PR-427. É estimado que a estrutura tenha mais de 130 anos. Em anos recentes, o antigo tabuleiro de concreto havia apresentado deterioração e ela foi interditada para reparos paliativos.

PONTES – As obras de manutenção fazem parte de um pacote de investimento para reformar 195 pontes, viadutos e trincheiras em todas as regiões do Paraná, o maior da história do Estado, com um investimento de R$ 114 milhões. No total, são 20 contratos licitados, com 19 já assinados.