Turismo e Economia

Portos do Paraná e cidades do Litoral se preparam para receber navios de passageiros

Empresa pública reuniu representantes do Estado, municípios e empresários dos mais diversos segmentos de comércio e serviços do Litoral nesta terça. A previsão é que cerca de 2 mil pessoas passem pela região durante cada uma das escalas da MSC em Paranaguá, injetando mais de R$ 1,5 milhão, por semana, na economia local.

Portos do Paraná e cidades do Litoral se preparam para receber navios de passageiros
1º Fórum de Navios de Cruzeiro da Portos do Paraná. - Foto: Claudio Neves/Portos do Paraná
Publicado em 21/06/2023 às 10:20

No dia 1º de dezembro, o Porto de Paranaguá receberá a primeira das 16 rotas já confirmadas para embarque e desembarque de passageiros em navios de cruzeiros da MSC. Para garantir que o Litoral esteja pronto para bem receber os cerca de 41 mil turistas esperados, a Portos do Paraná realizou, nesta terça-feira (20), um fórum que discute os preparativos para a temporada 2023/2024.

Durante toda a manhã, no auditório da sede administrativa, a empresa reuniu representantes do Estado, municípios e empresários dos mais diversos segmentos de comércio e serviços do Litoral. A previsão é que cerca de 2 mil pessoas passem pela região durante cada uma das escalas, injetando mais de R$ 1,5 milhão, por semana, na economia local.

“Os cruzeiros são importantes para toda a economia e exigem um trabalho sincronizado e bem articulado da inciativa pública e privada. O porto vai oferecer as melhores condições de atracação e desatracação dos navios, segurança e recepção no cais. Mas estas pessoas vão precisar encontrar bons hotéis, restaurantes e opções de lazer. Temos uma natureza rica e um povo que gosta e sabe receber bem”, destacou o diretor-presidente da Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.

O secretário de Estado do Turismo, Márcio Nunes, lembrou que não apenas paranaenses, mas também turistas de outros estados e até de países vizinhos, como Paraguai e Argentina, passarão a embarcar ou desembarcar por Paranaguá. “Antes, muitos tinham que se deslocar para Santos ou Rio de Janeiro. Com a escala fixa da MSC no Paraná, vamos desenvolver o turismo responsável e integrado, gerar emprego e renda, melhorar a vida das pessoas e cuidar do meio ambiente”, disse.

Além da MSC, a Costa Cruzeiros também já sinalizou interesse em ter operações no Paraná. O anúncio foi feito pelo diretor de desenvolvimento empresarial da Portos do Paraná, André Pioli. “Paranaguá e o Litoral têm muito potencial turístico. As paradas semanais da MSC irão levar passageiros a todas as cidades aqui da região. É geração de emprego e renda para a nossa população”, completa.

Segundo ele, este foi apenas o primeiro encontro sobre o tema. “Tivemos uma grande participação nesse primeiro encontro. Tenho certeza que cada um fará sua parte para que os visitantes sejam bem atendidos e levem daqui boas lembranças”, completa.

Para representantes do setor, navios de cruzeiro são indutores do turismo. “Há anos que o Litoral não via uma atração de passageiros no volume e na quantidade que teremos agora”, afirmou José Reis de Freitas Neto (Juca), diretor executivo da Adetur Litoral.

A secretária municipal de Cultura e Turismo de Paranaguá, Maria Plahtyn, garante que cidade já vem se preparando para essa nova fase. “Essa página que a gente vai viver com a chegada dos navios da MSC exige uma preparação específica. Estamos trabalhando na qualificação de mão de obra, da infraestrutura de recepção, e nas articulações com o comércio local”, detalhou.

PRESENTES – Além dos representantes do município e vereadores de Paranaguá, também participaram do Fórum os prefeitos de Antonina, José Paulo Vieira Azim; de Pontal do Paraná, Rudisney Gimenes Filho; de Matinhos, José Carlos do Espírito Santo; integrantes das secretarias municipais de turismo de Morretes, Antonina, Guaraqueçaba; o presidente da Associação Comercial, Industrial e Agrícola de Paranaguá, Aloir Martins; a presidente do Convention & Visitors Bureau de Curitiba, Gislaine Queiroz; e técnicos do Sesc e Sest/Senat.

Tópicos